Início Dicas de Roma As Termas de Diocleciano e a Basílica de Santa Maria degli Angeli...

As Termas de Diocleciano e a Basílica de Santa Maria degli Angeli e dei Martiri

Publicado em:

A menos de cinco minutos a pé da Estação Termini encontram-se os restos daquelas que eram as maiores termas da antiguidade: as Termas de Diocleciano.

O vai e vem de milhares de passageiros no local não nos deixa imaginar que parte da Estação Termini também foi construída na parte adjacente às termas.

Quem foi Diocleciano?

Caio Aurélio Valério Diocleciano foi um imperador romano, que nasceu na província romana da Dalmácia, que hoje em dia compreende os territórios dos países Croácia, Bósnia, Albânia e Sérvia.

Fez parte do exército romano até virar comandante de cavalaria. Esteve no poder de 284 a 305 d.C.

Leia também:

Não perca seu precioso tempo em filas enormes!

Ingresso fura-filas para o Coliseu

Ingresso fura-filas para a Capela Sistina

Breve história das Termas de Diocleciano:

Outrora as maiores termas construídas na Roma Antiga, foram iniciadas por Maximiamo (imperador romano do Oriente) e inauguradas em 306 d.C., quando ambos já haviam abdicado do poder.

termas de diocleciano

Elas foram construídas para fornecer serviço hídrico e higiênico a bairros muito povoados, onde hoje temos o Quirinale, o Viminale e o Esquilino. E na época foi necessário demolir inteiros bairros para que fossem construídas.

Ainda no século VI, quando foram desativadas, depois das invasões barbáricas dos Godos e Vândalos (uma vez que eles destruíram os aquedutos que as alimentavam), podiam acomodar 3.000 pessoas por dia e possuíam 2400 banheiras/piscinas. Funcionaram até 537 d.C.

Transformações na Idade Média: a Basílica

A Basilica de Santa Maria degli Angeli e dei Martiri (Basílica de Santa Maria dos Anjos e dos Mártires)

Bem de frente para uma das principais praças de Roma, a Piazza della Repubblica, encontra-se essa basílica que foi construída dentro dos restos das Termas de Diocleciano.

termas de diocleciano

Ela é a igreja onde celebram-se as cerimônias oficiais do Estado Italiano. Lá foi celebrado o funeral dos militares italianos mortos em Nassiriya, no Iraque, no ano de 2006.

A fachada da igreja é nua e crua, nada suntuosa se pensarmos nas fachadas de mármore de tantas outras basílicas barrocas. Mas saiba que pelo menos a camada interna de tijolos é da época romana antiga. Eles possuem mais de 1700 anos!

termas de diocleciano

Ela foi construída onde existia o tepidarium. O tepidarium era o ambiente das termas dedicado aos banhos de água morna, enquanto o caldarium ou calidarium era para os banhos de água quente e o frigidarium para aqueles de água fria. O tepidarium geralmente ficava entre o calidarium e o frigidarium.

Essas palavras latinas encontram-se bem presentes no italiano moderno: tiepido (morno), caldo (quente) e frigido (frígido, frio). As obras iniciariam em 1562, por projeto de Michelangelo, sob o papado de Pio IV. Nessa época, Michelangelo também estava trabalhando na Basílica de São Pedro.

termas de diocleciano

A grande genialidade de Michelangelo foi não destruir a estrutura já existente. Isso fez com que a basílica possua uma forma diferente das demais igrejas. Ele é mais larga para os lados, formando uma espécie de cruz.

O eixo horizontal é mais amplo do que o eixo vertical. No século XVIII a igreja passou por outras reformas arquitetônicas pelas mãos de Luigi Vanvitelli.

A Meridiana

Ela é ricamente decorada com mármores cor-de-rosa e possui uma surpresa! No braço direito encontra-se desenhada no chão uma meridiana, construída por ordem do papa Clemente XII para o jubileu do ano 1700.

termas de diocleciano

Essa meridiana foi usada como relógio solar e regulava todos os relógios de Roma até o ano 1846, quando esse papel foi confiado ao canhão do Gianicolo.

Notável também o enorme órgão de fole (no braço esquerdo) e as belas estátuas de anjos, que fazem jus ao nome da igreja.

Mais dicas da Itália para a sua viagem:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -
error: