Início História Dai a César o que é de César: Impostos no Império Romano

Dai a César o que é de César: Impostos no Império Romano

Publicado em:

“Dai, a César o que é de César, e a Deus, o que é de Deus” é uma famosíssima passagem bíblica, que acabou virando ditado popular.

A citação, proferida por Jesus em primeira pessoa, se encontra-se nos evangelhos sinóticos: em Mateus 22:21, Marcos 12:13-17 e Lucas 20:20-26.

Apesar de ser uma história bíblica, era narra um contencioso entre as leis de coleta de impostos dos territórios subjugados pelo império romano.

Leia também:

Vamos entender melhor o contexto bíblico, escrutando um pouco mais dos versículos nos quais acontece esse episódio.

Jesus falava, ensinava e doutrinava o povo por meio de parábola. É isto que nos diz Mateus no início do capítulo 22, versículo 1: Jesus lhes falou novamente por parábolas, dizendo:

Após discorrer com grande sabedoria sobre vários assuntos, eis que os versículos 15 ao 22 narram toda a cena na qual está incluída a fatídica frase:

15. Então os fariseus saíram e começaram a planejar um meio de enredá-lo em suas próprias palavras.
16. Enviaram-lhe seus discípulos juntamente com os herodianos que lhe disseram: “Mestre, sabemos que és íntegro e que ensinas o caminho de Deus conforme a verdade. Tu não te deixas influenciar por ninguém, porque não te prendes à aparência dos homens.
17. Dize-nos, pois: Qual é a tua opinião? É certo pagar imposto a César ou não? “
18. Mas Jesus, percebendo a má intenção deles, perguntou: “Hipócritas! Por que vocês estão me pondo à prova?
19. Mostrem-me a moeda usada para pagar o imposto”. Eles lhe mostraram um denário.
20. E ele lhes perguntou: “De quem é esta imagem e esta inscrição? “
21. “De César”, responderam eles. E ele lhes disse: “Então, dêem a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”.22. Ao ouvirem isso, eles ficaram admirados; e, deixando-o, retiraram-se.

Dai a César o que é de Cesar: mas quem era César?

A primeira coisa que devemos saber é que não se trata de Júlio César, mas dos imperadores romanos, os quais tinham o título e o nome de César, como representantes da autoridade máxima e do comando do império romano.

No período histórico em que Cristo proferiu essa frase, o César era o imperador Tibério (o qual reinou de 14 a 37 d.C.) e todas as autoridades que o representassem no território da Judeia, à época ocupada pelos romanos.

a césar o que é de césar

Dai a César o que é de César: contexto histórico

Como cidadãos de um território ocupado pelos romanos, os judeus eram obrigados a pagar impostos a César.

Todas as colônias e territórios ocupados viam parte da sua riqueza sustentar a capital do império, Roma, e os luxos e desmandos do imperador.

A questão acerca do pagamento dos impostos era uma espécie de barril de pólvora desde que Judas Galileu, fundador da seita dos zelotes, havia guiado duas rebeliões contra os romanos, nos anos 6 e 7 d.C.

Em uma das rebeliões, Judas Galileu e seu grupo de rebeldes atacou os romanos e conseguiu roubar parte do dinheiro dos impostos os quais os territórios eram obrigados a pagar.

No ano seguinte, com uma reforma fiscal e mais impostos tendo que ser pagos pela Judeia diretamente a Roma, aconteceu uma nova rebelião. Para tal, os romanos realizaram um censo para saber o número de cidadãos e assim conseguir calcular quantos pagariam impostos.

A história de Judas Galileu é amplamente contada pelo historiador Flávio Josefo nos volumes: A Guerra dos Judeus e Antiguidades Judaicas.

Portanto, a resposta de Cristo era uma questão bem complicada.

Caso ele tivesse respondido que não, os herodianos e os fariseus o acusariam de insurreição contra o poder dos romanos.

Ao contrário, se Cristo tivesse respondido diretamente que sim, os judeus o teriam acusado de concordar com a exploração à qual os romanos submetiam o povo judeu.

Dai a Deus o que é de Deus: contexto religioso

Obviamente, quando pronunciamos a passagem bíblica como um ditado popular, muitas vezes paramos na primeira parte, ou seja, no Dai a César o que é de César, afinal, esse é o ápice da história para aqueles que queriam tecer uma armadilha para Cristo.

Mas o pronunciamento continua com: Dai a Deus o que é de Deus

Cristo deixa à consciência moral dos seus acusadores, escolher pessoalmente o que cada um deseja fazer.

Eles não foram aconselhados a não pagar os impostos, mas ao mesmo tempo foram aconselhados a dar valor às coisas de Deus.

O que isso quer dizer? Que as coisas terrenas devem ser respeitadas e ter o seu lugar, e as coisas espirituais também (para quem nelas acredita), sem que uma tenha que cancelar a outra.

Um cidadão judeu deveria cumprir com seus deveres enquanto cidadão, mas isso não o impedia absolutamente de também cumprir as suas obrigações diante de Deus.

Templo de Salomão

Qual o sentido da frase?

O significado da frase “Dai, a César o que é de César, e a Deus, o que é de Deus” é: cada coisa no seu devido lugar!

Não devemos misturar assuntos políticos com assuntos religiosos.

E que enquanto cidadãos, não podemos negligenciar um dever político ou cívico, e as nossas obrigaões para com a sociedade, em nome da religião.

Mais dicas de história, cultura e viagem:

Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -
error: