Você está aqui
Home > verão em roma > Dicas práticas para turistar em Roma no verão

Dicas práticas para turistar em Roma no verão

Como suportar suas férias em Roma no verão, nos meses mais quentes: Julho e Agosto? Porque faz calor por muito menos tempo do que no Brasil, mas, quando faz calor, é de rachar o coco!


Aqui vão algumas dicas preciosas para turistar em Roma no verão:

roma no verao

1)      Se puder, evite o mês de Agosto [mas essa é uma opinião muitoooo pessoal, ok?]: Para quem estiver em Roma no alto verão pode ser uma boa ideia alugar um carro e ir passar alguns dias na praia, mas também dá para fazer bate-volta de 1 dia. As praias do litoral romano não são lá essa maravilha e a mais próxima é Ostia. O melhor mesmo é ir para as praias um pouco mais afastadas, com 1 a 2 horas de carro, mas que também podem ser alcançadas com os meios de transporte. Essas prais são: Santa Marinella, Santa Severa (ao Norte de Roma), Sperlonga, San Felice Circeo (ao Sul de Roma). Outra boa opção são pousadas e hotéis fazenda nos arredores e colinas de Roma, onde a diferença de temperatura pode ser gritante, e você pode até dormir coberto! Alguns desses hotéis estão na região Castelli Romani, a qual eu chamo, com carinho, de “Vale do Loire dos pobres”.

Leia também:

Roma no verão e o mito do “tudo fechado” em Agosto


roma no verao
Foto da cidadezinha de Nemi, na região Castelli Romani. A cidade possui um agradável lago na parte baixa. Come-se bem, bebe-se bem, dorme-se no fresquinho! Pensem com carinho! Crédito: Wikimedia Commons

Na região dos Castelli Romani encontra-se uma das “Estradas do Vinho” da região Lácio, então, pode ser uma boa opção hospedar-se num hotel com fazenda vinícola. Visitem o site Strada del Vino dei Castelli Romani. Nessa região também encontra-se uma cidadezinha histórica onde o Papa tradicionalmente passa férias: Castel Gandolfo. Enfim, no mês de Agosto (principalmente na 2a e 3a semanas), parte do comércio fecha e a cidade fica meio que às moscas. Mas, ainda assim, há o que fazer. Todo o básico continua aberto: Coliseu, Basílica de São Pedro, Museu do Vaticano, etc.

Leia também:

Palácio Apostólico de Castel Gandolfo: a casa de verão dos papas

Como chegar em Castel Gandolfo viajando de trem


veraosanp2
Típico pavimento romano, o paralelepípedo quadrado, cujo nome é sampietrino. O inimigo número 1 do salto agulha.

2)      Para as mulheres: esqueçam o salto agulha. Leia bem: ESQUEÇAM. A pavimentação de Roma é feita por paralelepípedos quadrados totalmente irregulares. Salto alto significa que seu sapato vai terminar sempre dentro de um buraco, entre um paralelepípedo e outro. Já tive a desagradável surpresa de colocar uma sandália novinha de salto alto e depois de caminhar apenas 100 metros, tive vontade de chorar! Meu salto ficava sempre preso dentro de um buraco, eu tinha sempre a sensação que iria torcer o tornozelo ou cair de cara no chão, e quando voltei pra casa o salto da minha sandália novinha estava todo ruído. Quem optar por saltos, aconselho um salto Anabela.


roma no verao

3)      Tenha SEMPRE na bolsa: chapéu ou boné, filtro solar e garrafinha de água. Muitos monumentos estão ao ar livre e, por exemplo, visitar o Fórum Romano exige uma caminhada totalmente exposta ao sol. A gente pode encontrar uma ou outra sombrinha às margens de algumas ruínas milenares que ainda estão de pé, mas são poucos. Quanto à água: aproveitando do desespero e despreparo do turista, os bares e barraquinhas ao redor dos monumentos vendem garrafas de água por preços exorbitantes. Se no supermercado uma garrafinha custa 0,20 centavos (até menos), no comércio próximo a locais turísticos vai custar no mínimo 1,00 euro, mas pode chegar a 1,50.

4)      Alterne sol e sombra: Eu sempre aconselho uma visita a um museu, comprinhas em lojas com ar condicionado (ex.: Zara) ou visita a algum monumento fechado. Assim dá para se refrescar nas horas de calor.

5)      Reserve sempre que puder o bilhete pela internet. Museus do Vaticano: a entrada com hora marcada atenua a (sempre comprida) espera na fila. Para entrar na Piazza San Pietro e na Basílica de São Pedro é necessário passar por um metal detector, então, saiba que também terá fila. Mas pelo menos depois dá para se refrescar no interior da igreja.

roma no verao

6)      Para quem vai visitar o Vaticano (Museu, Basílica de São Pedro e Tomba de São Pedro) no verão: turistas muito decotados e com roupas muito curtas são simplesmente BARRADOS. Então ficam um monte de camelôs vendendo echarpes, lenços, bermudas e afins para os turistas desavisados. O site da visita à Tomba de São Pedro aconselha os homens a irem de calça comprida e as mulheres de saia abaixo do joelho.

tudo-fechado-em-agosto-roma

7) Como já disse anteriormente, muitas atividades comerciais locais fecham, principalmente aquelas menores e que não pertencem às grandes redes. Lojas como Zara, Sephora, Louis Vuitton, MAC Cosmetics, Puma, Nike, etc. continuarão abertas. Se você programou alguma visita especial como, por exemplo, um jantar em um certo restaurante, saiba que ele pode estar fechado. Telefone antes! A grande maioria das atividades comerciais fecha no auge do calor: na segunda e terceira semanas de Agosto.


 


Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem


  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exigem seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu com a Real Seguros. FAÇA COTAÇÃO AGORA E GANHE 10% DE DESCONTO
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em Reais. BUSCAR HOTEL
  • Ingressos Fura-Fila para o Coliseu
Se você não quiser perder preciosas horas da sua viagem em filas, reserve aqui o bilhete para o Coliseu, Fórum Romano e Palatino. COMPRAR INGRESSO COLISEU
  • Evite as filas quilométricas dos Museus do Vaticano
Quer evitar filas que dobram o quarteirão? Então a melhor coisa a fazer para ver a Capela Sistina, é comprar seu ingresso antecipado. COMPRAR INGRESSO VATICANO

Conteúdo Semelhante

15 thoughts on “Dicas práticas para turistar em Roma no verão

  1. Oi Luciana
    Pelo visto a melhor época para conhecer Roma é em dezembro. Faz frio mas nada que um moletom e um casaco mais pesado não resolvam. Acabei de voltar de lá. Nada de filas, tudo muito tranquilo. Tem fotos minhas no coliseu e na basílica de São Pedro onde só aparecem eu e a paisagem. Essa época é considerada baixa temporada e os hotéis são mais em conta. Começou a lotar de gente perto do dia 23/12.
    Fiz tudo a pé e utilizei muito o metro e o trem. Vale muito a pena. Comprei o passe de uma semana que dá direito a usar o metro e ônibus a vontade durante uma semana. Fui a Nápoli de trem bala ( uma hora de viagem). Desci na estação centrale ( também chamada de estação Garibaldi) e peguei o metro até a estação Museo. Siga as indicações para o museu pois existe um túnel que liga a estação ao museu nacional de Nápoli onde se encontram antiguidades de Pompéia, Egito etc.
    Com o trem bala podemos visitar várias cidades em um dia.
    Visitar Pompéia exige um dia inteiro (e ainda é muito pouco). Para isso basta descer na estação central de Nápoli e pegar a outra linha chamada circunvesuviana. Esse trem é muito velho (dá até medo de entrar) mas e bem tranquilo. Atente para qual trem irá pegar pois a linha se divide no meio do trajeto. Pergunte na estação qual linha vai para a estação Pompei Scavi e não para Pompei. A estação Pompei leva vc para a cidade atual de Pompéia. Dali vc tem que andar um bocadinho até a entrada das ruínas. Descendo na estação Pompei Sacavi vc desce na entrada das ruínas. Portanto, cuidado com a linha que irá pegar.

  2. Luciana, estaremos em Roma agora em julho. Quanto ao traje para o Vaticano meus meninos, de 10 e 15 anos, também devem evitar bermudas? Muito obrigada.

  3. Obrigada pelas ótimas dicas. Gostaria de saber se a regra bermudas e camisetas também é válida e rigida para crianças, no caso para menino de 10 anos. Obrigada

  4. Gostaria de saber se para entrar no Museu do Vaticano,posso ir de bermuda acima do joelho,e uma camiseta sem mangas ? Obrigada.

  5. Estive em Roma no mês de julho do ano passado (pleno verão) e realmente o calor era muito intenso (segundo me informaram, em torno de 40 graus, mas com sensação térmica beirando os 50). Fiz 3 roteiros em 3 dias distintos, todos a pé e, como fiquei hospedado perto do Vaticano, em um dos roteiros, a ida até o Coliseu, visitando tudo de interesse pelo caminho, foi realmente uma prova de resistência. Quando no Coliseu, queria comprar o ingresso só para o próprio, mas a moça da bilheteria me informou que também estava incluído o Palatino. Quem conhece, sabe que é bastante coisa para ver e andar e fiz tudo com aquele sol implacável. Mas valeu muito à pena. O interessante é que, à noite, em Roma, ao contrário do Rio, onde moro, não fica quente e achei agradável. Acabei comprando um boné quando estive em Nápolis e conheci Pompeia, para amenizar a questão do sol.

  6. Oi, Luciana
    As filas da bilheteria do Vaticano ficam lotadas o dia todo? Vou me hospedar perto, então pensei em passar no fim do dia para comprar ingresso.

  7. Oi Luciana, as suas dcas são mesmo preciosas.
    Gostaria de saber se vcê acha q vale a pena levar o carrinho para usar com minha filha de cinco anos. Pergunto isso, justamente, em razão do tipo de calçamento da cidade, que pode prejudicar o movimento das rodinhas. Será que arrisco de não levar e forçá-la a andar?? Vamos tb para Firenze, Veneza e Milano.
    Aliás, a sua dica dos trens tb foi excelente, já entrei no site e irei comprar os tickets.
    bjos
    Dany (do salotto)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top