Início História Roma Antiga: 10 Monumentos Para Viver o Apogeu da Cidade

Roma Antiga: 10 Monumentos Para Viver o Apogeu da Cidade

Publicado em:

Roma Antiga é um termo que se refere aos séculos da história de Roma que vão desde a fundação da cidade, no oitavo século antes de Cristo, até pelo menos a queda do império romano, no quarto séculos depois de Cristo.

Uma boa parte dos monumentos e ruínas que encontramos na cidade, e que se referem à Roma Antiga, são desse período.

Neles podemos conhecer como os romanos, pouco a pouco, guerrearam com as populações itálicas, fortalecendo a própria cidade, e assim quando chegaram à época imperial, Roma passou por uma grande monumentalização.

Leia também:

E se é verdade que há muitos historiadores que incluem no termo Roma Antiga, pelo menos tudo o que acontece na alta idade média (ou seja, até o ano 1000), o que faz mais sucesso são mesmo as ruínas de época imperial.

Sendo assim, vamos ver quais são os principais monumentos da Roma Antiga que nos ajudam a conhecer um pouco do passado glorioso e monumental da cidade.

ostia antiga perto de Roma

Coliseu: o maior anfiteatro do mundo

O Coliseu é um anfiteatro construído no séc. 1 d.C., na época da dinastia flaviana, ou seja, dos imperadores Vespasiano Flávio e seus filhos Tito Flávio e Domiciano Flávio.

Foi Vespasiano a começar a construção muito provavelmente entre 69 e 71 d.C, no entanto, quem inaugurou o momumento colossal, com 100 dias de espetáculos, no ano 80 d.C., foi seu filho primogênito, o imperador Tito.

Possuía capacidade para cerca de 65.000 espectadores e, sua fama chegou até nós devido às lutas de gladiadores e de animais ferozes.

O Coliseu foi utilizado por cerca de 440 anos. Com a queda do império romano e as invasões barbáricas, o monumento foi abandonado e virou uma pedreira de materiais de construção. Inclusive na idade média também serviu como fortaleza, abrigo e refúgio.

Somente a partir do século 18 é que gradualmente, graças aos papas, o Coliseu voltou gradualmente a ser conservado e restaurado.

Pantheon: o templo para todos os deuses

O Pantheon é considerado o monumento mais bem conservado da Roma Antiga que chegou até nós, e é uma das principais atrações da capital italiana.

Construído há mais 2 mil anos, na sua versão original, hoje o que temos è em grande parte o monumento reconstruído no séc. 2 d.C, à época do imperador Adriano.

A sua fama se dá sobretudo graças a sua cúpula cujas proporções são gigantescas – 43 metros de diâmetro  43 de altura –, ou seja, uma esfera perfeita.

roma itália

Termas de Caracalla: momento de higiene, relax e lazer

As Termas de Caracalla, construídas por ordem do imperador Caracalla entre 212 e 217 d.C. eram as mais suntuosas, e só foram superadas em riqueza e tamanho pelas Termas de Diocleciano.

Foram os romanos a criar o SPA. O conceito do SPA nasceu com as termas, já que SPA significa Salus Per Aquam, ou seja, a Saúde por meio da água.

Piscinas de água quente, morna e fria, massagens, esfoliações, banhos para a estética e também para a saúde. Mas também um ambiente para diversão, para passar uma tarde de ócio.

E geralmente no mesmo ambiente das termas também havia bibliotecas e academias para praticar esportes. Mens sana in corpore sano!

Hoje em dia é possível visitar o que restou do enorme complexo, e se maravilhar com os mosaicos que revestiamo o chão das piscinas.

Pirâmide Cestia: um túmulo egípcio em Roma

A Pirâmide Cestia ou Pirâmide de Caio Cestio foi construída entre 18 e 12 a.C. por Caio Cestio Epulone, para ser seu jazigo perpétuo, assim como faziam os egípcios.

Construída com a fachada externa de puro mármore de Carrara, a pirâmide Cestia mede 36 metros e meio de altura e o jazigo no seu interior é bem pequeno, com as paredes decoradas por afrescos.

Segundo as fontes históricas, havia pelo menos mais três pirâmides funerárias em Roma: uma na Via della Conciliazione (a rua que liga a marginal do Tibre à Praça São Pedro) e outras duas na Piazza del Popolo, exatamente onde se encontram as duas “igrejas gêmeas”.

Castelo Sant’Angelo: túmulo do imperador Adriano e residência dos papas

O Castelo Sant’Angelo é uma atração de atravessou os milênios de forma eclética:

De túmulo do Imperador Adriano, a fortaleza papal, prisão, aposentos renascentistas e arquiteturas elaboradas pelas mãos do Michelangelo e outros grandes artistas

O imperador Adriano mandou construir o monumento em 123 d.C. para que fosse o seu sepulcro e também o dos seus familiares e dos imperadores vindouros.

Infelizmente Adriano morreu antes de ver o túmulo pronto. Será o imperador seguinte, Antonio Pio, a concluir as obras e transportar então as cinzas do Adriano para lá.

O Castelo Sant’Angelo funcionou como sepulcro até 403 d.C., quando por vontade do imperador Onório, foi transformado em um castelo fortificado.

Da idade média até pelo menos o século 19, os papas utiliozaram o edifício como uma fortaleza.

roma itália

Obeliscos de Roma: mistura entre o antigo egito e o poder imperial

Existem nove obeliscos transportados de várias localidades do Egito para cá, em várias épocas da Roma Antiga, por diferentes imperadores romanos.

Isso faz com que Roma seja a única cidade do mundo, fora do Egito, com um grande número de obeliscos antigos. Além desses nove, há outros obeliscos de Roma “quase egípcios”, porque na verdade são réplicas.

Um dos mais famosos e mais antigos a chegar em Roma é o Obelisco Vaticano da Praça São Pedro, se encontrava no Circo de Calígula.

Ele estava em Heliópolis, depois foi levado para Alexandria, e Calígula o trouxe para Roma em 40 d.C. Ele também decorou o Circo de Nero e em 1586 foi colocado no centro da Praça São Pedro.

Coluna de Trajano: a conquista da Romênia pelo império romano

A Coluna de Trajano é obra do arquiteto Apollodoro de Damasco, e possui quase 40 metros de altura, e o diâmetro é de quase 4 metros. Foi in augurada em 113 aC.

Originalmente no seu topo havia uma estátua de bronze do imperador Trajano. Hoje, ao invés, ela é decorada com a estátua de um dos santos padroeiros de Roma: São Pedro.

Ela está localizada no Fórum de Trajano, que por sua vez fica de frente para as ruínas dos Mercados de Trajano. Hoje vemos a coluna isolada, mas ela era cercada por outros edifícios imponentes.

Ela foi esculpida em baixo relevo, em mármore de Carrara, e nos seus relevos narras as guerras dácicas, ou seja, a conquista da Dácia (hoje Romênia), no séc. 2 d.C.

roma antiga

Muralhas Aurelianas e as Portas Romanas

Entre 270 e 275 d.C., o imperador Aureliano (daí o nome das muralhas) considerou necessário defender a cidade contra as invasões barbáricas.

As muralhas tinham 19 quilômetros e hoje existem mais ou menos 12 quilômetros de pé, em várias partes da cidade. Um dos trechos mais bem conservados é o que passa pela Piazza del Popolo, pelo final da Via Veneto (na altura da Villa Borghese) e que vai até Castro Pretorio (primeira parada da linha B do metrô de Roma, depois de Termini).

As muralhas tinham várias portas e algumas passagens estão bem conservadas. Um dos melhores passeios grátis em Roma é caminhar pelas muralhas e entrar por dentro da Porta São Sebastião.

roma antiga muralhas

Os arcos triunfais: o poder do imperador romano

O arco do triunfo romano, também conhecido como arco triunfal ou arco honorário romano, nasceu na Roma Antiga e ganhou força durante o Império Romano.

Eram uma homenagem monumental, em forma de uma porta ou passagem em forma de arco, para comemorar o triunfo: quase sempre conquistas de territórios ou vitórias em guerras.

Hoje em dia, quem visita Roma, pode vislumbrar três arcos triunfais ainda de pé. Citados em ordem cronológica, no Fórum Romano e no imediato entorno do Coliseu encontram-se o Arco de Tito, o Arco de Sétimo Severo e o Arco de Constantino.

Arco de Constantino: mon umento da época da crise de Roma (4 séc. d.C.)

Fórum Romano e Palatino: seguindo os passos dos antigos romanos

O Fórum Romano junto com o Palatino fazem parte de uma das áreas arqueológicas mais importantes de Roma.

Aqui ficava o centro da cidade (centro político, administrativo, econômico e religioso), além também dos palácios imperiais.

O Palatino também é o lugar onde se origina a lenda da fundação de Roma, pois é dali que sai a loba que amamentará os gêmeros Romulo e Remo. Romolo fundará Roma após assassinar seu irmão Remo.

roma antiga

Mais dicas de Roma para a sua viagem:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • AirBnB: aluguel de temporada 
Vai viajar pela Itália e prefere ficar em um apartamento, ao invés de um hotel? Nesse caso, a melhor opção é alugar no airbnb. BUSCAR APARTAMENTOS  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -
error: