Início Uncategorized Qual moeda levar para a Itália?

Qual moeda levar para a Itália?

Publicado em:

Sempre que pensamos em viajar, normalmente a primeira pergunta que vem a nossa cabeça é “qual moeda esse país usa?” ou “quanto devo levar?”.

No caso da Itália, a moeda utilizada é o Euro, que também é usado em quase todos os países da União Europeia. Mas aí vem a segunda pergunta: quanto devo levar?

Saiba que essas dúvidas atormentam todos os viajantes e não é tarefa fácil dizer quanto dinheiro levar. Por isso, se você tem dúvidas acerca de qual moeda levar para a Itália, se vale a pena levar outros tipos de moeda e qual a quantidade de dinheiro necessário na sua viagem, esse artigo é pra você!

Leia mais:

Levar Dólar para a Itália vale a pena?

Como explicamos, a moeda utilizada na Itália é o Euro. Assim, é aconselhável levar a moeda local do destino.

Mas, caso você tenha alguns dólares guardados – de viagens anteriores – e queira aproveitar para usá-los é mais interessante você levá-los para trocar em casas de câmbios italianas do que trocar em casas de câmbio no Brasil.

Não perca seu precioso tempo em filas enormes!

Ingresso fura-filas para o Coliseu

Ingresso fura-filas para a Capela Sistina

Isso porque no Brasil a conversão é feita primeiramente para o Real e depois para Euro e você vai acabar perdendo nessa conversão.

Levar Real para a Itália vale a pena?

Com o Real desvalorizado se comparado com o Euro, a compra do Euro diretamente nas casas de câmbio italianas se mostra desvantajosa! Isso se justifica porque as taxas aplicadas na conversão serão pagas em euros e não em reais! Assim é melhor que você compre seus euros nas casas de câmbios do Brasil.

Além disso, como o Real não é uma moeda tão “globalizada”, você corre o risco de não encontrar Casas de Câmbio que aceitem fazer a conversão para o Euro. Assim, sugiro que você venha para a Itália com seus euros trocados no Brasil, OK?

Crédito: Shutterstock | De: Lucia Pitter

Levar outra moeda forte (como a Libra Esterlina) vale a pena?

Aqui a situação é bem semelhante com o que mencionamos sobre o Dólar. Ou seja: haverá perda quando for feita a conversão. Mas, caso você tenha alguma moeda forte e não pretenda mais viajar para aquele local, pode fazer a troca em Casas de Câmbio italianas.

Qual a melhor opção?

Sem dúvida alguma a melhor opção é levar seu dinheiro na moeda local, ou seja, em euros!

Além disso, caso você não queira levar muitas cédulas, também há a opção de usar os cartões de créditos internacionais ou cartões pré-pagos.

Vale lembrar que ambos os cartões possuem uma taxa de IOF (imposto) um pouco mais elevadas se comparadas com a compra de dinheiro em espécie. Assim, dependendo da quantia que você pretende gastar, isso pode encarecer um pouco se comparado com o dinheiro em espécie. O lado positivo do cartão de crédito é que você evita de comprar mais euros do que de fato precisaria.

Quanto dinheiro devo levar para a Itália?

Essa é uma das maiores dúvidas de quem viaja: quando de dinheiro irei precisar? E também, claro, é uma das respostas mais difíceis de dar, pois depende de vários fatores.

Cada viajante tem um objetivo e um orçamento específico. Ou seja, têm viajantes que gostam de gastar mais com a gastronomia local, outros preferem gastar com passeios e visitações… Há ainda quem prefira gastar em compras – e aí o céu é o limite!

Crédito: Shutterstock; De: Yulia Grygoryeva

Assim, para poder ter uma noção de quanto dinheiro você vai gastar, pesquise antes os restaurantes, hotéis, passeios e transportes que você irá utilizar. Nesse artigo aqui eu trouxe os valores de vários itens em Roma e você pode ter uma boa noção de quanto irá gastar.

Atente-se ainda que, para entrar na Itália é preciso comprovar uma disponibilidade financeira mínima! Você sabia?

Quantos euros precisa levar para entrar na Itália?

Para entrar em solo italiano, o turista deverá comprovar que possui recursos financeiros suficientes que garantam o seu sustento durante toda a permanência e que cubram  eventuais despesas médicas e hospitalares.

A comprovação desses recursos pode ser feita através de diversos meios como:

  • Dinheiro em espécie
  • Cartões de Crédito internacionais
  • Cartões de Débito pré-pagos
  • Documentos que comprovem fontes de renda na Itália

No site do Itamaraty há uma tabela com os valores exigidos pelo Governo Italiano.

Para viagens curtas (de 1 a 5 dias), exige-se €269,60 para uma pessoa. Se a viagem for com mais pessoas, o valor é de €212,81 por pessoa. Esses valores são em cota fixa, ou seja, é o valor total para esse período.

Para viagens de 6 a 10 dias, os valores são por dia. Para uma pessoa é de €44,93 e para duas ou mais é de €26,33.

Em viagens com mais de 11 dias, o viajante deverá comprovar possuir valores em cota fixa e unitária, como na tabela abaixo:

  1 pessoa 2 ou mais pessoas
De 11 a 20 dias
Quota fixa €51,64 €25,82
Quota diária por pessoa €36,67 €22,21
Acima de 20 dias
Quota fixa €206,58 €118,79
Quota diária por pessoa €27,89  €17,04

 Cartões de crédito são bem aceitos na Itália?

Como falei acima, uma das formas de se comprovar os recursos é através dos cartões de crédito internacionais. E você pode estar se perguntando se esses cartões são bem aceitos nos estabelecimentos.

De maneira geral, sim, os cartões de crédito são aceitos no comércio, restaurantes, hotéis… Com exceção do American Express, que é aceito em poucas lojas.

Crédito: Shutterstock | Por: Andrey Mihaylov

Entretanto, você precisa se atentar que na Itália o uso do cartão não é tão comum como nos EUA e até outros países europeus. Muitas lojas não aceitam pagamentos de pequenas quantias com cartão de crédito.

Por exemplo, não aceitam que seja pago um cafezinho ou uma garrafa de água com cartão, isso é algo impensável para os italianos – como era para os brasileiros, até pouco tempo atrás!

Além disso, você também deve ficar atento pois ainda existem restaurantes e trattorias que não trabalham com cartão! Ou seja, só é possível pagar em dinheiro. Isso é cada vez mais raro, mas ainda é possível encontrar esse tipo de estabelecimento.

Também há a opção de utilizar cartões de débito pré-pagos. Estes, da mesma forma que os cartões de crédito, costumam ser bem aceitos nos estabelecimentos.

É fácil achar casas de câmbio na Itália?

A resposta vai depender de qual cidade você estará visitando. Em cidades grandes, com grande número de turistas, como Roma, Milão e Veneza, sim! É bastante fácil achar uma casa de câmbio.

Geralmente as casas de câmbio ficam próximas a locais onde há um maior fluxo de turistas. Assim, é comum encontrá-las em aeroportos, pontos turísticos e estações de trem.

Se você chegar à Itália de avião, e não tiver nenhum Euro em espécie, recomendo que troque apenas um pouco do dinheiro na casa de câmbio do aeroporto. Isso porque essas casas geralmente possuem uma taxa de conversão maior, e farão você perder dinheiro. Quando você estiver no seu hotel, pergunte onde ficam as casas de câmbio mais próximas e aí sim vá trocar pelos seus euros.

Ainda, devo alertá-lo que, em cidades menores, que sejam turísticas, já é bem mais difícil – às vezes impossível – achar uma casa de câmbio. Por isso, se você estiver indo para uma cidade menor, minha dica é trocar seu dinheiro nas cidades maiores primeiro.

Em caso de emergência, como receber dinheiro na Itália?

Se um imprevisto acontecer, você deve estar preparado. E, como receber dinheiro na Itália? Existem algumas formas.

Uma delas, é bastante simples, mas a depender do valor não compensa: é através do Cartão de Débito pré-pago. Muitas casas de câmbio no Brasil já realizam a recarga do seu cartão através do próprio site.

Assim, se você já tiver levado um cartão pré-pago para a Itália, basta entrar em contato com a sua agência de câmbio e solicitar a recarga. Mas, nesse caso, não se esqueça do IOF de 6,38% sobre o valor da transação.

Outra forma é através de remessas rápidas. As empresas mais conhecidas que fazem esse serviço são a Western Union e Money Gram.

A Western Union possui uma taxa de transferência de 3% sobre o valor total (em reais). Para fazer a transferência você faz o procedimento pelo site, após isso a pessoa deverá ir até uma agência habilitada pela Western Union e ela fará o depósito.

O destinatário poderá resgatar essa transferência em qualquer agência da Western Union na Itália.

A MoneyGram também funciona de forma similar. Você precisa ir até uma agência da empresa, faz o depósito e o destinatário poderá sacar na Itália. As taxas da MoneyGram variam de acordo com o montante de dinheiro enviado.

Geralmente as transferências, dessas duas empresas, são rápidas. O dinheiro costuma chegar em uma hora e os locais para saque geralmente são casas lotéricas, tabacarias, bancos e agências dos correios.

Mais dicas de Roma para a sua viagem:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • Aluguel de carro 
Vai viajar pela Itália, de norte a sul ou pelas colinas da Toscana? A melhor opção de viagem é alugar um carro.  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -