Início Alternativo Passeio Macabro em Roma: Ossuário dos Capuchinhos

Passeio Macabro em Roma: Ossuário dos Capuchinhos

Publicado em:

Na famosa Via Veneto _aquela que é o símbolo indiscutível da Dolce Vita Felliniana_ entre árvores de plátano e hotéis cinco estrelas, existe uma surpresa nas entranhas da terra: a cripta ou ossuário da igreja de Santa Maria della Concezione dei Cappuccini.

Além de tudo o que a cidade oferece, também é possível fazer um passeio macabro em Roma!

Estima-se que no museu haja ossos pertencentes a mais de 4.000 esqueletos.

Leia Mais:

passeio-macabro-em-roma-4

O Museu dos Capuchinhos e um autêntico Caravaggio

Antes de falar propriamente desse cemitério em plena área turística, é importante apresentar o Museu dos Capuchinhos, com direito até a um quadro de Caravaggio.

O Museu é pequeno e da entrada até a saída, nossos olhos são “bombardeados” com todo tipo de informação sobre essa ordem religiosa. Aguça um pouco a nossa curiosidade, porque há muitos e muitos quadros com fotos de frades capuchinhos. Um olhar mais distraído sai dali pensando que estamos simplesmente percorrendo corredores e corredores com “fotos de padres”.

Aprendemos que a ordem dos capuchinhos nasceu em 1525, depois que um grupo de religiosos não concordava mais com o modo de viver da ordem dos franciscanos. A ideia dos dissidentes era voltar a seguir ao pé-da-letra os ensinamentos de São Francisco.

++ Leia Mais | Castelo Sant’Angelo, Roma: o antigo túmulo do imperador Adriano

Logo na entrada encontramos um documento que narra como deveria ser o vestido de um capuchinho: sandálias sem meia, uma túnica comprida que não deve ultrapassar o comprimento do tornozelo, e a túnica deve possui um capuz para se proteger do sol ou da chuva. Graças ao capuz, cappuccio ou cappuccino em italiano, a ordem ganhou o nome que tem.

No museu há todo o tipo de objeto que fazia parte da vida de um religioso desde a idade média: desde o “ajoelhador portátil” que os frades levavam consigo para que os fiéis pudessem se ajoelhar e confessar, para missas celebradas “on the road”, a objetos de penitência religiosa como chicotes e cinturas pontiagudas.

são-francisco-caravaggio

E no meio de toda essa “parafernália religiosa”, a gente fica surpreso ao encontrar um quadro de Caravaggio!

O quadro São Francisco em meditação, curiosamente com um crânio nas mãos, possui uma cópia idêntica que se encontra “sob os cuidados” da Galleria Nazionale di Arte Antica. O quadro que é de 1605, foi encomendado a Caravaggio para ser colocado ali no Convento dos Capuchinhos.

Já aquele que está na Galeria Nacional de Arte Antiga faz parte de um caso que acabou em pizza: por acaso foi encontrado esse quadro, em 1968, em uma igrejinha de uma “charmosa cidadezinha de fim-do-mundo” no sul de Roma, mais ou menos a caminho de Nápoles. Com a desculpa de analisar o quadro, a obra foi trazida para Roma e nunca mais foi devolvida à igreja. A cidade de Carpineto Romano tem feito inúmeros pedidos para que o quadro seja devolvido, inclusive para atrair turistas à cidade.

++ Leia Mais | Halloween e dia de finados em Roma

Para botar ainda mais lenha na fogueira, muitos acreditam que dos dois quadros idênticos, aquele de Carpineto (e agora na Galeria Nacional de Arte Antiga) foi pintado pelo próprio Caravaggio, e que o quadro do convento dos Capuchinhos provavelmente foi um esboço, na verdade terminado por um dos aprendizes que trabalhavam com o artista.

Ainda nem chegamos ao ossuário e a visita ao museu dos capuchinhos já se faz assaz interessante.

passeio-macabro-em-roma
Foto: Dnalor 01, licença CC BY-SA 3.0

Antes de chegar ao ossário, a última sala do museu mostra alguns frades capuchinhos famosos no mundo, e inclusive aqueles beatificados e santificados como Padre Pio, um dos frades mais venerados (quando ainda em vida) aqui do sul da Itália. O santuário de Padre Pio é um dos mais visitados aqui do país.

E finalmente… a cripta com o ossuário!

Vamos ser sinceros… acho que 90% das pessoas que visita o museu, espera mesmo por esse momento “macabro” de visitar o cemitério dos capuchinhos e seu ossuário.

O Heritage Daily (se você não conhece, corre lá porque o site é super interessante) elegeu o ossuário dos capuchinhos, como um dos 8 mais interessantes do mundo.

O convento dos capuchinhos existe desde o séc. XVII, e esteve sempre ali no mesmo lugar, na Via Veneto. Mas o cemitério inicialmente ficava em outro lugar.

passeio-macabro-em-roma-2
Foto: Dnalor 01, licença CC BY-SA 3.0

Estima-se que os ossos pertencem a 4000 frades capuchinhos que foram enterrados entre 1528 e 1870 no antigo cemitério da ordem, que ficava perto do Palazzo del Quirinale. Todos os corpos foram exumados e, para acomodá-los em um pequeno espaço, os ossos foram usados como decoração. Isso não é uma novidade, se pensarmos nas catacumbas de Paris, ou em outros famosos ossuários como aquele de Brno na República Tcheca, ou de Évora, em Portugal.

Assim que começamos a visita, logo na primeira capela, entre os milhares de ossos e corpos mumificados vestidos de capuchinhos, vemos uma placa com uma frase bem verídica:

Quello che voi siete noi eravamo; quello che noi siamo voi sarete

(Vocês são o que nós éramos; nós somos aquilo que vocês serão)

Na nossa cabeça, pode parecer um pouco macabro visitar uma cripta cheia de ossos, crânios e múmias. Mas temos que entrar na mentalidade religiosa e filosofar um pouco sobre o sentido de tudo aquilo. O objetivo era dar uma sepultura digna e um lugar para acolher aqueles que não estão mais entre nós. A disposição dos ossos de modo decorativo é um modo de mostrar que um corpo sem vida pode ter lá a sua poesia e beleza, além de desdramatizar a passagem para o além.

passeio-macabro-em-roma-3
Foto Tessier, licença CC BY 2.5

Há ossos para todos os lados decorando todos os ambientes: cruzes, candelabros, flores e tudo o mais que se possa fazer montando os esqueletos como se fossem quebra-cabeças.

E, claro, estamos na Itália… não pode faltar arte!

Antes ou depois de visitar o ossuário, aproveite também para ver mais obras de arte dentro da igreja dos capuchinhos, em especial os quadros São Miguel Arcangelo (Guido Reni, ano 1635), Os estigmas de São Francisco (Domenichino) e São Paulo recupera a visão (Pietro da Cortona, 1631)

IGREJA-CAPUCHINHOS-ROMA
A fachada da igreja dos capuchinhos, que abriga também o museu e o ossuário

Museu, Igreja e Ossário dos Capuchinhos

Endereço: Via Veneto 27

Site: http://www.cappucciniviaveneto.it/

Dias e Horários: Todos os dias das 9 às 19, com última entrada às 18:30h

Preço: 8,50 euros

    • *Sobre esse texto: a narração e a experiência são minhas, mas as fotos são “emprestadas”. Não é mais permitido fazer qualquer tipo de foto ou vídeo no local, que é super vigiado por um circuito de câmeras e guardas. Foto:

Welcome Images

Mais dicas de Roma para a sua viagem:

Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

9 COMENTÁRIOS

  1. Eu já visitei um ossuário em Portugal, é macabro, mas bem interessante. Bem legal essa dica, vou anotar aqui para conhecer em Roma, que estou louca para visitar! Eu curto até visitar as esculturas em cemitérios então já estou meio acostumada a esse turismo “macabro” rs.

  2. Nossa, eu não sabia deste passeio macabro em Roma!

    Sem dúvida alguma os Ossário dos Capuchinhos devem entrar no meu roteiro!

    Você acha que dá para fazer o passeio em uma manhã ou tarde? Ou precisa de menos tempo e eu ainda conseguiria visitar outra atração no mesmo período?

    Obrigado!

  3. Visitei um lugar similar em Lima no Peru, mas acho que tenho algum gosto meio sinistro, gostei muito de conhecer aquilo, rsrsr! Claro, no dia que for pra Roma, vou visitar está também, com certeza! 🙂

    • Pois é. E estou tentando visitar outro ossuário, aqui em Roma também, mas é bem complicado a causa de horários.
      Obrigada por comentar,
      Luciana

  4. Bastante curioso esse passeio, deve dar um pouco de medo, deve ter uma certa atmosfera sombria…rs..não conhecia essa igreja, vou incluir no meu roteiro de viagem à Roma em novembro!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -