Início Bate-volta Palazzo Chigi em Ariccia, o cenário do filme O Gatopardo

Palazzo Chigi em Ariccia, o cenário do filme O Gatopardo

Publicado em:

A cidadezinha de Ariccia, que fica nos Castelli Romani, e da qual já falamos quando apresentamos as nossas descobertas gastronômicas nos arredores de Roma, também possui um dos palácios mais belos da Itália: o Palazzo Chigi de Ariccia. Existe outro Palazzo Chigi, em Roma, sede do governo italiano.

Os Chigi fazem parte de uma família que já foi uma das mais poderosas da Itália. Os primeiros Chigi eram banqueiros de origem Toscana (Siena) e ainda há herdeiros vivos. O Palácio pertenceu à esta dinastia desde o séc XVII até 1988, quando foi vendido ao Estado Italiano.

Muitos herdeiros casaram-se com outras famílias igualmente poderosas como os Borghese e os Pamphili, mas o poder dos Chigi aumentou ainda mais porque, tiveram não são só cardeais, como um papa: Alessandro VII (1655-1667) cujo nome era Fabio Chigi.

Um dos herdeiros, Agostino Chigi, casou-se com Maria Virginia Borghese, que por sua vez, era sobrinha do papa Paolo V.

No século 18, os Chigi eram os quintos maiores proprietários de terras do Estado Pontifício.

E hoje podemos ver um pouquinho desse poder, ao visitarmos o Palazzo Chigi de Ariccia.

Cenário do filme Gatopardo de Lucchino Visconti

Em 1962 o cineasta Lucchino Visconti gravou aqui muitas cenas do Filme O Gatopardo, com Burt Lancaster, Claudia Cardinale e Alain Delon. No romance original, as cenas passavam no Castello di Donnafugata, em Ragusa, na Sicília.

Apesar do nome, Donnafugata na verdade não é um castelo, mas um suntuoso palácio do séc XIX. Lucchino Visconti procurava um palácio cujos ambientes internos fossem bem antigos e que nunca tivessem passado por grandes reformas e transformações.

E essa é uma, senão a característica principal que faz com que o Palazzo Chigi seja uma construção raríssima na Itália, é que muitas paredes continuam com a mesma decoração desde os 1600-1700.

Os príncipes Chigi permitiram que Visconti rodasse o filme lá, desde que fosse mantido segredo sobre a locação. Somente muitos anos depois, quando os príncipes nem residiam mais no palácio, é que a verdade foi revelada.

Os ambientes que podemos visitar

Quem quiser conhecer o Palazzo Chigi, pode escolher quatro percursos: os aposentos do cardeal, o andar nobre, o parque/bosque na parte posterior do palácio e o Museu do Barroco. Todos os passeios podem ser guiados, em alguns horários. No dia em que fomos decidimos por visitar o andar nobre.

A visita ao piano nobile ou andar nobre

A visita ao primeiro andar ou andar nobre consiste em conhecer todos os ambientes nos quais viveram essa família. Iniciamos com a sala de jantar (um dos ambientes onde foram gravadas as cenas de O Gatopardo, inclusive há uma pequena foto do filme apoiada em um móvel).

Uma das principais características das paredes é que elas são cobertas a “Cordova”, um couro estampado e até decorado com ouro, que era o “papel de parede” em voga no século XVII. Portanto, a decoração das paredes possui pelo menos 300 anos.

Dali passamos por outros ambientes e alguns dos mais interessantes são a farmácia, projetada pelo arquiteto Carlo Fontana, que também é autor da Capela Sistina da Basílica Papal de Santa Maria Maior. Na verdade, Carlo Fontana fez toda a obra de ampliamento dos ambientes, muito provavelmente baseado em um projeto de Gian Lorenzo Bernini.

Durante a visita também passamos por ambientes muito curiosos como a Sala das Monjas, em cujas paredes há fotos de todas as filhas de Agostino Chigi que não se casaram e entraram para a vida eclesiástica, para não dispersar o patrimônio com dotes!

Também há outro ambiente bem curioso: a Sala das Belas onde foram retratadas várias mulheres da família Chigi e outras damas da época.

Os objetos e projetos de Bernini

Mas o Palazzo Chigi também reservou uma enorme surpresa para mim. Foi revelado um lado de Bernini que eu não conhecia e nem sabia que existia: o de designer de interiores.

Além de ter projetado a Piazza di Corte (a praça que fica em frente ao Palácio), ele também desenhou duas mesas ricamente ornamentadas, uma pintura em estuque na capela do palácio e também um candelabro com anjos.

Um lado realmente desconhecido daquele que sabemos projetar grandes obras.

Endereço: Piazza di Corte 14, Ariccia (Roma).

Site com dias, horários e preços dos ingressos: http://www.palazzochigiariccia.it/english/index.htm

Como chegar em Ariccia? Leia nosso post anterior sobre a cidade.

Mais dicas de Roma para a sua viagem:

Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

4 COMENTÁRIOS

  1. Não conhecia o filme Gatopardo e nunca tinha ouvido falar do Palazzo Chigi de Ariccia, mas vi que é muito lindo! Adoro ler sobre histórias não tão conhecidas assim! Um belo passeio além do básico na Itália!

  2. Não visitei o Palazzo Chigi de Ariccia, só conhecia o de Roma, mas com certeza vou incluir no roteiro na próxima viagem que fizer para este país que adoro. Vou querer fazer todos os circuitos da visita guiada. Adorei a dica.

  3. Não sabia da existência do Palazzo Chigi em Ariccia. Que legal! Amei saber essa curiosidade, até porque Itália é um lugar que considero muito visitar depois da pandemia.

  4. Ainda não tinha ouvido falar do Palazzo Chigi em Ariccia. Me pareceu um ótimo passeio para incluir no roteiro!

    Você acha que vale a pena fazer mais de um circuito da visita guiada? Ou será que uma já é suficiente?

    Adorei as dicas!

    Obrigado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -
error: