Início Toscana O que fazer em Pisa: Principais Atrações + Mapa

O que fazer em Pisa: Principais Atrações + Mapa

Publicado em:

Geralmente quando falamos de Pisa e o que conhecer na cidade, a maioria das pessoas pensa sempre e unicamente na famosa Torre Pendente, popularmente conhecida como Torre de Pisa.

Mas apesar de ser a atração mais famosa e o principal cartão postal da cidade, a torre inclinada é somente uma das muitas maravilhas que Pisa oferece aos seus visitantes.

Pisa é uma das cidades turísticas mais famosas da Itália, e também é muito jovial e dinâmica, porque nela se concentram algumas das melhores universidades do país.

Leia também:

No passado Pisa foi uma República Marinara e aqui ficava um dos portos mais importantes dos quais salpavam ou chegavam embarcações que cruzavam  o mediterrâneo.

E graças à riqueza do comércio marítimo, a riqueza de Pisa foi investida na opulência da cidade: igrejas, palácios, monumentos.

Vamos então às dicas de o que fazer em Pisa

Apesar de muitos visitantes limitarem a sua visita à Pisa a uma corrida maratona de fotos na Piazza dei Miracoli, “segurando a torre para que ela não caia”, saiba que Pisa tem muito para oferecer e pode acomodar até dois dias na cidade.

A monumentalidade da Piazza dei Miracoli, onde fica a famosa torre

A Piazza dei Miracoli é o ponto mais visitado de Pisa. Se trata de uma ampla e monumental praça onde se encontram os monumentos mais significativos da cidade da Toscana: a Torre de Pisa, O Duomo de Santa Maria Assunta que é a Catedral de Pisa, o Batistério de Pisa e o Camposanto, que vem a ser o cemitério monumental da cidade.

Quem entra pela porta das muralhas de Pisa, dá logo de cara com a Piazza dei Miracoli. Crédito: Shutterstock

Falemos um pouco de cada um desses monumentos, que são o ponto alto da lista de o que fazer em Pisa:

A Torre Pendente ou Torre de Pisa

A Torre Pendente, à qual simplesmente chamamos de Torre de Pisa, é o símbolo da cidade.

torre de pisa

A sua construção começou no século 12 e durou até o século 14. Antes mesmo de ficar pronta, deu-se conta que o terreno já estava cedendo. Portanto, a torre foi inaugurada já com alguns graus de inclinação!

Apesar de não existir uma prova concreta da paternidade, uma das probabilidades é que o arquiteto responsável pela construção foi Diotisalvi, o mesmo que projetou e construiu o Batistério.

Mesmo inclinada, a Torre não corre o risco de cair. Sua gravidade e inclinação foi medida muitas vezes e o centro de gravidade está na base de alicerce da torre, portanto, apesar de torta, ela ficará de pé.

Fotos abraçando ou segurando a torre… quem nunca?! Crédito: Shutterstock

De todo modo, em 2001 foram concluídas obras de reforço do terreno. Foi injetada no subsolo da torre um alicerce de metal em chumbo, com cerca de 1000 toneladas. Além de diminuir de cerca 0,5 graus a inclinação, também foram reforçadas todas as placas de mármore da base do monumento.

O Duomo de Pisa, dedicado a Santa Maria Assunta

Ao lado da torre e bem no meio da praça se encontra o Duomo de Pisa, dedicado a Santa Maria Assunta.

o que fazer em siena ver o duomo

O Duomo também é a catedral da cidade, ou seja, a sede do episcopado de Pisa.

Seu arquiteto foi Buschetto e a construção começou no século 11, sendo o Duomo de Pisa um dos maiores e mais suntuosos exemplos da arquitetura românica na Toscana.

Grande parte das obras de decoração originais, atualmente não se encontram mais no Duomo, mas no Museu dell’Opera del Duomo, que também fica na Piazza dei Miracoli.

O Batistério de Pisa

Como já citado mais acima, o Batistério de Pisa foi uma obra do arquiteto Diotisalvi, mais ou menos da mesma época da construção da torre.

As esculturas da fachada e grande parte do aparato decorativo foram obras de dois arquitetos, pai e filho: Nicola Pisano e Giovanni Pisano. Os Pisano foram grandes mestres da arte românica, que trabalharam também em outras igrejas monumentais da Toscana, como em Massa Marittima e em Siena, por exemplo.

Além da sua monumentalidade, ele bate um recorde: é o maior batistério da Itália com seus 107 metros de circunferência e com quase 54 metros de altura. Outro dado interessante, é que as paredes do alicerce do batistério possuem quase 3 metros de espessura.

O Camposanto, ou cemitério monumental de Pisa

Muitas pessoas são reticentes em visitar cemitérios. Não deveriam, porque na Europa há vários cemitérios monumentais.

O Camposanto de Pisa ou Cemitério Monumental de Pisa é um desses, e é uma das coisas legais entre o que fazer em Pisa.

Ele se chama Camposanto porque os cavalheiros que participaram das cruzadas, trouxeram um pouco de terra sagrada do Monte Gólgota, que fica perto de Jerusalém.

Sendo um cemitério monumental, a monumentalidade está não somente no seu tamanho, mas pelo fato que as decorações do local e dos túmulos contam com esculturas etruscas, da época do império romano e também arte medieval.

Uma das imagens de uma tumba mon mental do camposanto de Pisa. Crédito: Shutterstock.

O cemitério também contava com maravilhosos afrescos, em parte, infelizmente destruídos pelos bombardeios durante a segunda guerra mundial.

A monumental Piazza dei Cavalieri

A Piazza dei Cavalieri, ou Praça dos Cavaleiros, é uma das praças mais bonitas de Pisa.

o que fazer em pisa

Ela foi mandada construir pelo primeiro grão-duque da Toscana, ou seja, Cosimo I dos Médicis, para ser a sede da Ordem dos Cavaleiros de Santo Estevão.

A Ordem dos Cavaleiros em todo o território italiano era sempre ligada à ordem dos cav alheiros de Malta, e além de participar das guerras santas, como a liberação do santo supulcro, faziam obras de caridade e também trabalhavam em hospitais acolhendo peregrinos.

A ampla praça era o fórum romano na época do império romano.

Na idade média, a ampla praça virou o coração administrattivo da cidade, hospedando a sede da prefeitura.

Hoje a praça abriga alguns prédios históricos e monumentais como as igrejas de Santo Stefano dei Cavalieri e a igreja de San Rocco, o palazzo della Carovana, sede da renomada Scuola Normale di Pisa e também a estátua do grão-duque Cósimo I.

Leia também:

Os Lungarni: as marginais do Rio Arno

Os Lungarni, ou seja, as marginais que costeiam o Rio Arno são muito famosas e também são um alegre cartão postal da cidade.

lungarni em pisa

Sendo o rio uma importante fonte fluvial, às suas margens foram construídos importantes prédios desde a Idade Média. Por isso é bem fácil encontrar palácios, igrejas, pontes que atravessam de uma margem para outra.

Um dos principais trechos dos Lungarni é justamente o Lungarni dei Medici, onde ficam o antigo Palazzo dei Medici e o Palazzo Toscanelli.

Mas é nas margens do rio que também acontecem vários eventos e “baladinhas” onde se agrega a juventude estudantil. Em alguns trechos da marginal do rio há bares e restaurantes, sobretudo durante a primavera e verão.

Todos os anos no dia 16 de junho são acesas várias luminárias nos contornos dos prédios dos lungarni. Se trata da comemoração da Luminara di San Ranieri, para comemorar o santo patrono da cidade.

Tuttomondo: o mural pintado por Keith Haring

Alguns meses antes da sua morte, o importante artista Keith Karing pintou um mural no muro posterior da igreja de Santo Antônio.

keith haring em pisa

A obra nasce de modo muito curioso: um jovem toscano, da província de Pisa, encontra Keith Haring em New York e diz que a sua arte estaria muito bem em uma cidade como Pisa.

Tempos depois Keith Haring foi convidado a pintar na Toscana, mas em Florença. Porém devido aos vínculos arquitetônicos, a prefeitura de Florença só o ofereceu fachadas pequenas em prédios muito periféricos.

Keith, que já era um artista muito famoso, não aceitou os espaços oferecidos e desistiu de pintar em  Florença.

Procura hotéis na Toscana? Clique na cidade para achar o seu!
 Siena  Florença Pisa Lucca Arezzo
 Chianti  Montalcino Capalbio Florença Livorno
 Isola d'Elba  Chianti Siena Orbetello Florença

Foi assim que o assessor da cultura de Pisa, sabendo da situação, correu para achar uma parede grande e em um  lugar de passagem, de modo que o artista pudesse trab alhar na cidade.

E é assim que nasce o mural Tuttomondo, em 1989, dois meses antes da morte do artista, portador de AIDS.

Igreja de San Michele degli Scalzi e a torre campanária torta

Infelizmente quem visita Pisa com pressa não sabe que não é só a famosa Torre de Pisa a ser torta.

o que fazer em pisa igreja torre torta

O terreno também cedeu na igreja de San Michele degli Scalzi e a torre campanária.

Ela se origina já no século 11 como um pequeno oratório, mas a construção da igreja começa mesmo por volta de 1205, como o estilo arquitetônico da época, ou seja, o românico.

O terreno às margens do Rio Arno também cedeu ao peso e a torre ficou completamente torta.

Os bombardeamentos durante a segunda guerra mundial e também na época da famosa e trágica enchente do Arno em 1949 danificaram uma parte da igreja, tanto é que seu teto e toda a parte direita da nave tiveram que ser reconstruídos.

A pequena mas monumental igreja de Santa Maria della Spina

Bem às margens do Rio Arno, fica uma pequena jóia da cidade de Pisa: a igreja de Santa Maria della Spina.

santa maria della spina igreja em pisa toscana
Um verdadeiro tesouro às margens do Rio Arno. Crédito: Shutterstock.

Sua construção começou no início do século 13, e ela ficou pronta já no início do século 14, c om uma arquitetura em estilo gótico.

Em 1881, para protegê-la contra enchentes e evitar também desmoronamentos dev ido à fragilidade do terreno, grande parte da igreja foi desmontada e o pavimento elevado de cerca 1 metro.

Apesar de pequena ela é um verdadeiro tesouro com seus mármores branco e rosa (fachada), preto e branco (interno).

As muralhas medievais de Pisa

Como muitas cidades antigas, Pisa também foi cercada por muralhas medievais.

o que fazer em pisa muralhas medievais
Na foto, duas mulheres passeando por um dos percursos das muralhas de Pisa. Crédito: Shutterstock

Hoje em dia parte do percurso foi aberto ao público e o site oficial das muralhas de Pisa diz que são 3 quilômetros de percurso com 4 pontos de subida.

As muralhas começaram a ser construídas em 1154, com uma primeira conclusão em 1161 e depois uma ampliação em 1284.

Esta pode ser uma ótima oportunidade de ver alguns monumentos importantes do alto.

Borgo Stretto e Borgo Lago: dois pitorescos cantinhos medievais

O Borgo Stretto e o Borgo Lago são ruas medievais cercadas de pórticos, como eram grande parte das cidades medievais.

prédios de pisa na itália

Nesses núcleos da idade média em diante moraram algumas das famílias mais importantes de Pisa, as quais, obviamente competiam entre si para na construção dos seus palácios e residências.

Hoje a área é cheia de vida com bares, atividades comerciais, mercado alimentar e outras atividades comerciais.

Orto Botanico: o Jardim Botânico de Pisa

Para quem curte um  pouco de verde e estar no meio da natureza, o Jardim Botânico de Pisa é uma boa pedida.

programa em pisa jardim botanico

Fundado em 1543 pelo médico e botânico Luca Ghini, o Orto de Pisa é o primeiro jardim botânico universitário do mundo.

Atualmente possui 2 hectares e possui plantas de todos os continentes do mundo.

Leia também:

O que comer em Pisa: breves dicas de pratos típicos de Pisa

Bom, já que você chegou até Pisa, que tal aproveitar para fazer uma pequena incursão na gastronomia local.

Sendo Pisa uma cidade costeira, ela tem uma grande oferta de pratos com peixes e frutos do mar.

Cecina: popular fast food local

torta típica de pisa na toscana
Uma enorme cecina pronta para ser fatiada e servida. Credito: Shutterstock

A Cecina é uma das comidinhas de rua mais famosas de Pisa. Se trata de uma focaccia (algo bem parecido com uma pizza) feita com farinha de grãos-de-bico (em italiano: ceci). Ela é cozida no forno e servida quente com um pouco de pimenta do reino por cima. É uma comidinha simples, mas muito saborosa.

Bacallà alla pisana

O bacalhau à moda pisana, são as postas de bacalhau preparadas com alho poró, tomate e azeite.

Bordatino alla pisana

O Bordatino alla Pisana é uma espécie de sopa cuja nome vem da cozinha de mar. Ela se chama bordatino porque era preparada pelos marinheiros a “bordo” das embarcações.

Os principais ingredientes são: um rico refogado de verduras, couve toscana (cavolo nero), feijões e para engrossar o caldo usa-se farinha de milho.

Pappa al pomodoro

prato típico da toscana
Crédito: Shutterstock

Bom, na verdade a pappa al pomodoro é um prato servido um pouco em toda a Toscana, mas vocês também a encontra na cozinha típica de Pisa.

Se trata de uma papa, ou seja, um creme/sopa de tomates com pão dormido. Tudo temperado com alho, manjericão e ótimo azeite extravirgem.

Torta coi bischeri

A torta coi bischeri é uma torta de massa sablé, recheada com um creme de arroz e chocolate, à qual também são adicionadas uvas-passas, pinoli e frutas cristalizadas. O recheio é aromatizado com noz moscada e licor.

Como chegar em Pisa

Pisa é acessível de muitas cidades italianas. Vamos ver os principais meios para chegar em Pisa.

estação de trem em pisa itália

Chegar em Pisa de trem

Muitos trens de alta velocidade passam por Pisa, e o principal hub ferroviário é a cidade de Florença, de onde partem vários trens de e para Pisa duran te o dia.

Em Pisa existem três estações de trem: Pisa San Rossore (fica coladinha na Torre de Pisa), Pisa Centrale (perto do centro histórico) e Aeroporto de Pisa, no aeroporto da cidade.

Chegar em Pisa de ônibus

De muitas cidades da Itália, mas sobretudo da Toscana e Liguria, saem ônibus de e para Pisa.

O terminal rodoviário fica na Piazza Sant’Antonio, a cerca de 200 metros da Estação Central.

Chegar em Pisa de avião

O aeroporto Galileu Galilei em Pisa, fica a cerca de 1km em linha reta do centro da cidade. Ele é um aeroporto de pequeno porte, que opera sobretudo com companhias aéreas lowcost, isso faz com que seja possível sair e chegar em Pisa vindo de muitas cidades italianas, mas também de outras capitais europeias como, por exemplo, Paris, Londres e Amsterdam.

Chegar em Pisa de carro

Existem duas opções principais para chegar em Pisa utilizando as autoestradas: a A-11 Firenze-Mare pegando a saída Pisa Nord, e a A-12 Gênova-Livorno pegando a saída Pisa Nord ou Pisa Centro.

Pisa dista 80 km de Florença, 330 km de Roma, 160 km de Gênova e 280 km de Milão.

Mapa de Pisa para salvar no seu celular

A seguir um mapa de Pisa com todas as atrações turísticas de Pisa incluídas nesse post:

Mais dicas da Itália para a sua viagem:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • Aluguel de carro 
Vai viajar pela Itália, de norte a sul ou pelas colinas da Toscana? A melhor opção de viagem é alugar um carro.  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -