Início Dicas e Roteiros da Itália O que fazer em Montalcino, terra do vinho Brunello

O que fazer em Montalcino, terra do vinho Brunello

Publicado em:

Montalcino, charmosíssima cidade medieval da Toscana, é um daqueles lugares no mundo que ficam na lembrança de quem a visita.

A cidade faz parte da província de Siena, e é um pequeno e encantador burgo medieval cercado de muralhas, que mantém o mesmo aspecto que tinha no século 16.

Além da sua beleza, charme e encanto, o que dela uma localidade muito apreciada, é também o fato de ser a “pátria” de um dos mais apreciados vinhos do mundo: o Brunello di Montalcino.

Leia também:

Por isso, ao subir e descer as ladeiras da cidade, ou percorrer as suas ruas medievais, o que não vai faltar são várias enotecas e lojinhas de produtos alimentares, expondo o seu bem mais precioso: o Brunello

Para quem estiver programando uma visita à cidade, eis a seguir dicas de o que fazer em Montalcino e também dicas práticas como: onde fica e como chegar lá.

Crédito: Shutterstock

Onde fica Montalcino?

Fica localizada a sul da cidade de Siena (da qual dista cerca de 40 km), à qual é ligada administrativamente, e na região conhecida como Val d’Orcia.

Está próxima a várias outras cidades pitorescas e que também merecem uma visita como Buonconvento, Montepulciano (onde também se produz o vinho Montepulciano), Pienza (famosa pela produção do queijo pecorino di Pienza) e cidades com fontes de águas termais quentes como Bagno Vignone e Bagni di San Filippo.

Para quem se desloca de uma grande cidade, como Florença, são cerca de 120 quilômetros para chegar até a cidade.

Ao invés, quem escolher sair de Roma, a viagem dura cerca de 2 horas e meia.

Como chegar em Montalcino

Chegar em Montalcino com ônibus ou trem:

Existe um trem que sai de Siena e chega a Buonconvento. Dali é possível pegar um ônibus até Montalcino.

Existe um ônibus que sai de Siena e passando por Buonconvento chega a Montalcino. Essa opção pode ser válida para quem já está hospedado em Siena.

Para quem sai de Florença, a opção é pegar um trem até Siena e de Siena chegar a Montalcino.

Considere que a viagem de Siena a Montalcino leva cerca de 1:15 e a Florença a Montalcino cerca de 2:40

No entanto:

Os horários dos trens e dos ônibus são bem limitados e você terá que fazer uma boa pesquisa para fazer coincidir os horários.

Os horários dos trens devem ser pesquisados no site da Trenitalia e os dos ônibus no site da empresa regional de transportes da Toscana, a Tiemme.

Geralmente no inverno e nos finais de semana os horários das corridas são reduzidos. Por conselho de amiga: evite sempre a última corrida do dia, porque se ela for cancelada, você não sairá de Montalcino, a menos que pegue um táxi ou transfer para chegar até Buonconvento ou Siena.

Crédito: Shutterstock

Chegar em Montalcino de carro

Eu sempre fui a Montalcino de carro, saindo de Siena ou de Buonconvento (onde temos amigos).

A estrada é facilmente percorrível, mas lembre-se sempre que os carros não podem entrar dentro das muralhas da cidade, portanto, é necessário estacionar fora e entrar na cidade a pé.

No site do Comune di Montalcino (clique aqui) existe uma lista dos estacionamentos. A maioria é paga, alguns são grátis por no máximo 2 horas (mas é necessário colocar um disco horário, indicando a que horas você estacionou, e esse disco deve ser comprado nas tabacarias).

O estacionamento custa 1,50 por hora. Calcule previamente quantas horas você vai ficar na cidade e, se necessário, pague 1 hora a mais em caso de alguma eventualidade. Nunca pague menos, porque se os guardas municipais passarem e conferirem as horas pagas e seu pagamento tiver espirado, você estará sujeito a multas.

O que fazer em Montalcino

A seguir as dicas do que você pode ver e visitar durante um passeio a Montalcino

Visitar um burgo medieval com muralhas fortificadas

Das cidades medievais italianas, como muralhas fortificadas, as que cercam Montalcino estão entre as mais bem preservadas.

Historicamente o burgo de Montalcino existe desde o início do séc 9, mas ganhou as suas primeiras muralhas por volta do ano 1100.

Elas foram construídas originalmente com cerca de quatro quilômetros de extensão, seis portas de entradas e treze torres de defesa.

Conhecer a Fortaleza ou Castelo de Montalcino

A Fortaleza de Montalcino, também chamada de Castelo ou Rocca de Montalcino é uma construção robusta e fortificada construída por volta do ano 1300.

Foi fundamental para proteger os domínios de Siena contra as constantes guerras e tentativas de domínio por parte dos florentinos, o que vai acontecer definitivamente no século 16.

Sua posição era estratégica porque ficava às margens da Via Francigena, principal via peregrina que liga o norte da europa a Jerusalém, tendo como ponto principal de chegada à Basílica de São Pedro, no Vaticano.

A fortaleza pode ser visitada de terça a domingo, do mês de março a outubro, das 9 às 20h. Para quem quiser caminhar no caminho de ronda das muralhas do castelo, é necessário pagar um ingresso de 4 euros.

Lá também é possívcel fazer degustações guiadas dos vinhos toscanos, sobretudo o Brunello di Montalcino.

Crédito: Shutterstock

Conhecer o Duomo de Montalcino

O Duomo de Montalcino, que é a Catedral do Santíssimo Salvador é uma igreja construída no século 19, onde já existia uma pequena paróquia românica do ano 1000.

Desde a época do Papa Pio II, especificamente no ano de 1462, ela foi escolhida como catedral da cidade.

Seu edifício com uma fachada simples e perfeiras linhas neoclássicas, abrigam no seu interior algumas obras de arte importantes de artistas toscanos, como Francesco Vanni e Francesco Nasini.

Crédito: Shutterstock

Leia também:

Contemplar as obras do Museu Civico e di Arte Diocesana

O Museu Cívico e di Arte Diocesana de Montalcino está localizado no edifício que abrigava o convento de Santo Agostinho, no século 15, e fica ao lado da igreja dedicada aos santos Felipe e Tiago.

Como era de se esperar de um museu de arte sacra, ele abriga várias obras de arte que ficavam hospedadas em várias igrejas do território, e hoje estão musealizadas.

Talvez para muitos leitores os nomes a seguir sejam desconhecidos, mas são artistas importantíssimos da história da arte toscana e italiana: Simone Martini, Sano di Pietro, Ambrogio Lorenzetti, Jacopo della Quercia e Giambologna (artista flamingo sediado na Toscana).

Em especial, Simone Martini e Ambrogio Lorenzetti foram grandes mestres e expoentes dos artistas da escola de arte de Siena.

Passear pela Piazza del Popolo, Torre dell’Orologio e Palazzo dei Priori

A Piazza del Popolo é a praça principal da cidade. Os principal edifício é p Palazzo Comunale, também conhecido como Palazzo dei Priori (construído entre o final do século 13 e o início do século 14) com a Torre dell’Orologio.

Na fachada do Palazzo dei Priori podem-se observar os brasões dos podestà. Os podestà eram um cargo de magistratura existente durante a idade média.

Em palavras mais simples, hoje corresponderiam a um prefeito de uma cidade, sendo que todo o poder estava centralizado em suas mãos.

Na Piazza del Popolo fica uma das principais enotecas para degustações de vinhos e produtos típicos: a Enoteca Pierangioli. Saiba quenas sorveterias da cidade, é inclusive possível tomar sorvetes feitos com o vinho Brunello.

Crédito: Shutterstock

Degustação do Brunello de Montalcino

O Brunello é o “ouro de Montalcino”.  Ele é um vinho tinto, DOCG, produzido em Montalcino, que por sua vez fica localizada na província de Siena.

Junto com o Barolo (produzido no Piemonte), o Brunello é um dos melhores e mais longevos vinhos italianos.

Portanto, ao visitar Montalcino e arredores, existe a possibilidade de fazer degustações tanto nas enotecas no centro da cidade, como visitar algumas vinícolas.

Uma das mais famosas e que faz muito sucesso com o público brasileiro é o Castello Banfi, um resort de luxo, que também hospeda restaurante e degustações mesmo para quem não se hospeda na estrutura.

Nos arredores de Montalcino: Abadia de Sant’Antimo

A Abadia de Sant’Atimo começou a ser construída por volta do ano 781 e a estrutura atual é do século 12.

Ela é uma das principais representações arquitetônicas do românico toscano, e fica localizada fora do centro de Montalcino, na localidade chamada Castelnuovo dell’Abate.

Crédito: Shutterstock

Segundo a tradição, ela foi fundada pelo rei francês Carlos Magno em 781. Durante uma viagem da França até Roma, seus soldados foram contanimados pela peste. Um anjo teria aparecido ao rei, neste local, dizendo que os soldados seriam curados caso bebessem uma infusão de ervas.

Como gratidão pela aparição e pelo milagre, o rei mandou construir uma capela.

Mais tarde, nasceu o grande complexo religioso, com um mosteiro beneditino.

Crédito: Shutterstock

Dicas de Tour e Ingressos na Toscana

Se você quiser curtir a experiência de fazer ótimos passeios na Toscana: vinhedos com degustação de vinhos, cidades históricas e museus, veja algumas seleções a seguir, oferecidas pela empresa parceira Get Your Guide:

Mais dicas de viagem na Itália:

Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -
error: