Início Toscana O que fazer em Florença: 15 dicas imperdíveis + mapa

O que fazer em Florença: 15 dicas imperdíveis + mapa

Publicado em:

Você quer viajar para a Itália e está se preparando e planejando visitar Florença? Sem dúvida essa cidade é uma das mais bonitas da Itália, com uma grande riqueza histórica e cultural.

Berço do Renascimento Italiano, Florença, é considerada uma das cidades mais bonitas do mundo e, consequentemente, você tem vastas opções de atrações turísticas em Florença.

Isto não é à toa, afinal, a cidade é berço de aproximadamente 30% dos tesouros artísticos da humanidade.

Leia também:

Então, com tantas opções é bastante razoável ficar em dúvida sobre o que fazer em Florença.

Não se preocupe, nós vamos ajudar você a montar seu roteiro e descobrir o que fazer em Florença todos os dias em que estiver na cidade. Acompanhe!

Dicas sobre o que fazer em Florença

A seguir vamos apresentar algumas atrações turísticas em Florença que figuram no topo de lugares que você precisa conhecer na cidade, assim você pode se planejar financeiramente e programar seu roteiro pela cidade.

Agora confira nossas as dicas sobre o que tem para ver e fazer em Florença!

Ver o Davi do Michelangelo na Accademia

Como já ressaltamos que Florença é um dos lugares mais culturais e históricos do mundo, você precisa incluir em seu roteiro a visitação a uma das mais famosas obras de Michelangelo: a estátua de Davi.

Essa estátua fica na Galleria dell’Accademia que é um edifício antigo, histórico, que por si só já merece visitação por ser uma das atrações turísticas em Florença de maior destaque.

O edifício já foi a maior academia de arte da Europa, porém atualmente é um museu e é ali que a estátua original de Davi se encontra, dizemos isso porque existem outras réplicas da estátua espalhadas pela cidade, mas a original está dentro do museu.

Falando das réplicas: existe uma na Piazza della Signoria, de frente para o Palazzo Vecchio. A outra cópia está no Piazzale Michelangelo.                              

Visitar a Galleria degli Uffizi

A Galleria degli Uffizi é um dos mais importantes museus que existem no mundo. O espaço nasceu como uffizi (ofícios ou escritórios) de algumas categorias profissionais como magistrados, juízes, comerciantes, etc. Em 1581 a família Médici transformou o espaço em uma galeria privada, com exposições de arte e até objetos de guerra.

A famosa Vênus de Botticelli

Portanto, ao visitá-la prepare-se para encontrar obras de artes de Leonardo da Vinci, Botticelli, Michelangelo, Tiziano, Giotto e muitos outros artistas mundialmente famosos.

Visitar o Palazzo Pitti e Jardins dei Boboli

O Palazzo Pitti foi a residência de três dinastias importantes da história da Itália: portanto o complexo dessa construção conserva a atmosfera histórica e cultural de toda uma época.

O palácio foi construído pela família Pitti e comprado por Cosimo I dei Medici para morar com sua esposa Eleonor de Toledo, que por sua vez era filha do vice-rei de Nápoles.

Ao final da dinastia dos Médicis, foi a residência dos grã-duques da dinastia Habsburgo-Lorena, e após a unificação da Itália, quem morou ali foram os Savoia, monarcas italianos.

Atualamente o Palazzo Pitti funciona como um museu dividido em cinco sessões ou coleções: a Galeria Palatina (com obras de arte e objetos preciosos), a Galeria de Arte Moderna, o Tesouro dos Grã-Duques, o Museu da Moda e dos Trajes, além dos Apartamentos Reais e Imperiais.

Ademais, o complexo engloba o famoso Jardim dei Boboli, projetado em 1549, e um dos mais famosos do país. A sua elaboração milimétrica, fará com que ele seja um dos primeiros e principais exemplos do jardim à italiana, que conquistará muitas das principais cortes europeias.

Leia Mais:

Visitar o Palazzo Vecchio e seus subterrâneos de época romana

Além de o Palazzo Vecchio ter sido uma das residências dos Médici, é nessa estrutura que se encontra a Torre di Arnolfo, a torre mais alta de Florença que, consequentemente, dá acesso a uma das visões mais esplendorosas da cidade e que atualmente é sede da prefeitura da cidade e museu.

Todo o seu interior tem uma decoração majestosa, recheada de obras de arte, e de muitas das janelas vemos pequenos panoramas da cidade.

Mas uma das visitas mais surpreendentes do Palazzo Vecchio está nos seus subterrâneos. Florença foi uma cidade romana com um teatro. E é bem em cima das ruínas do teatro que foi construído o palácio.

Existe uma mostra multimídia, com projeções, explicando como Florença (ou Fiorenza como a chamam durante o Império Romano)

Curtir a Piazza della Signoria

Se você colocou a opção anterior (visitar o Palazzo Vecchio) em seu roteiro em Florença, que é a sede do município, não deixe de explorar a Piazza della Signoria, onde se localiza o palácio citado.

Vários edifícios importantes estão localizados nessa praça, mas uma das coisas que mais chamam a nossa atenção são as maravilhosas esculturas (algumas são réplicas de esculturas famosas, como o Davi, já citado anteriormente), algumas delas localizadas na Loggia della Signoria, popularmente conhecida como Loggia dei Lanzi.

Basilica de Santa Maria Novella (ambientado no Decaremon do Boccaccio)

A Basilica de Santa Maria Novella é uma das atrações turísticas em Florença que devem ser incluídas em um roteiro de viagem.

Se trata de uma das igrejas mais importantes da cidade, consagrada em 1420 (mas a construção tinha começada na segunda metade do século 13) e cuja fachada foi construída por um dos mais importantes arquitetos do renascimento: Leon  Battista Alberti.

A Basílica tem estilo gótico e na verdade é um complexo com várias capelas, pátios e jardins, além de hospedar um museu de arte no seu interior. 

Muitas capelas possuem afrescos impressionantes pela sua beleza e perfeição, e no altar maior há um preciosíssimo crucifixo de Giotto.

Além da beleza, um ponto a favor dessa atração é que fica perto da estação de trem, o que torna ainda mais fácil o acesso ao local.

Visitar o Duomo di Florença e subir na Cúpula

O Duomo de Firenze, também conhecido como Catedral de Santa Maria del Fiore, é uma das construções mais importantes para a arquitetura do país.

Sua época de construção e inauguração é mais ou menos a mesma da Basílica de Santa Maria Novella: as obras começam no século 13, mas o corpo principal da igreja só fica pronto no século 15.

Quando foi consagrada em 1436, era a maior igreja do mundo. Hoje ela é a terceira maior, depois da Basílica de São Pedro (Vaticano) e a Catedral de São Paulo (Londres).

Além da beleza dos seus mármores e da sua arquitetura imponente, a catedral é muito famosa pela cúpula projetada pelo arquiteto Filippo Brunelleschi, a qual inspirará todas as grandes cúpulas construídas posteriormente.

A visita à Catedral inclui também a visitação ao subsolo/cripta da construção da catedral, ao Batistério de São João, ao campanário do Giotto e a subida à Cupula do Duomo, que é uma das visões mais belas de Florença.

Passear e tirar muitas fotos na Ponte Vecchio

Outra opção de o que fazer em Florença é passear na Ponte Vecchio que não fica longe da Duomo.

Essa ponte é uma das mais antigas e bonitas da cidade. Apesar de não haver um consenso, há quem diga que ela realmente a mais antiga.

Procura hotéis na Toscana? Clique na cidade para achar o seu!
 Siena  Florença Pisa Lucca Arezzo
 Chianti  Montalcino Capalbio Florença Livorno
 Isola d'Elba  Chianti Siena Orbetello Florença

Ela cruza o Rio Arno, ligando as áreas da cidades localizadas de um lado e do outro da margem.

Hoje, na ponte há muitas joalherias, mas durante a idade média, todos aqueles cubículos eram na verdade açougues.  A ideia era que o comércio de carnes (e muitas  vezes seu mal cheiro) ficasse longe dos palácios nobres e que, assim, os açougues pudessem jogar os restos de carne e outros detritos diretamente na água do Rio Arno!

Em 1565, o arquiteto Vasari construiu um longo corredor (conhecido como Corredor Vasariano) para ligar o Palazzo Vecchio ao Palazzo Pitti. O corredor passava por cima dos açougues.

Como a família Médici não queria que seu palácio ficasse em cima de  bodegas de carnes, decidiu expulsar os açougueiros e acolher um comércio mais nobre: joalherias.

Na sua viagem a Florença, não dispense de seu roteiro o passeio pela Ponte Vecchio, pois com certeza deixará boas memórias e belíssimas fotos. Principalmente no horário do por-do-sol. Não podemos deixar de ressaltar!

++ Leia Mais | Seguro Viagem para Gestante: viajar para a Itália sem preocupações

Visitar a Basilica di San Lorenzo com a Capela dos Médici

Outra das atrações fundamentais em Florença é a visitação à Basilica di San Lorenzo, que se tratava da igreja privativa dos Médici, e é inclusive nela que você encontra a Capela dos Médici.

O mais impressionante dessa obra arquitetônica-histórica-cultural é que todo o interior da construção foi desenhado por Michelangelo, já os púlpitos de bronze são obras de Donatello.

A origem da Basílica è muito antiga, por volta do séc 5 d.C.. A ampliação  e uma certa monumentalização começou já a partir dos anos 1000-1100 mas com o fato de ela ter sido escolhida com a igreja oficial da família Médici é que fez com que ela fosse muito enriquecida a partir do séc 15.

Apesar da sua fachada ser incompleta, o projeto teve candidatos como Rafael, Giuliano da Sangalo e, por último, foi confiado a Michelangelo.

A Basílica é o lugar onde estão enterrados os membros da família Médici e também os grã-duques Habsburgo-Lorena.

Ter uma vista maravilhosa panorâmica do Piazzale Michelangelo

Outra opção sobre o que fazer em Florenza é a caminhada até a Piazzale Michelangelo, o melhor é que essa opção é gratuita!

O Piazzale Michelangelo é uma praça que fica localizada na parte mais alta de Florença, no oltrarno, ou seja, o “lado de lá do Rio Arno”.

Lá do Piazzale é possível ter uma visão muito bonita da cidade cortada pelo rio Arno, além do mais é uma boa opção para para assistir o por do sol, que é um verdadeiro espetáculo.

Ademais, no Piazzale Michelangelo, você encontra uma das réplicas da estátua de Davi, sem contar que o local é super descolado, normalmente tem jovens reunidos por lá, curtindo o fim da tarde.

Fazer um passeio pelo Lungarno (marginal do Rio Arno)

Outra opção sobre o que fazer em Florença e que é completamente grátis, é apreciar o entardecer, o pôr-do-sol, fazendo um passeio pela marginal do Rio Arno, ou Lungarno.

É um verdadeiro espetáculo ver as luzes naturais mudando, os reflexos dos prédios no rio. Todo o cenário parece e até mesmo remete a obras de arte ou cenas de filmes romântico. O crepúsculo da Toscana é realmente surpreendente!

++ Leia Mais | Pantheon de Roma: história, arquitetura e curiosidades

Visitar o maravilhoso Mercato Centrale: mercado gastronômico com ótimas comidas

É muito difícil haver algum local que não haja um mercado central, certo? Na Itália não é diferente, temos o Mercato Centrale com dois pisos. Na parte térrea, você encontra produtos frescos, como uma feirinha livre e algumas barracas com degustação. No piso superior há uma enorme praça de alimentação!

Na praça de alimentação há inúmeras opções de restaurantes, bares, lanchonetes portanto, nossa dica é que você dê uma caminhada pela praça e veja o que está sendo oferecido em cada um deles para depois, fazer sua escolha.

Além da grande variedade, um dos pontos positivos é que no Mercato Centrale é possível comer muito bem, sem gastar muito.

Visitar a rua das compras de luxo: Via Tornabuoni

A Via Tornabuoni é uma das mais glamourosas de Florença, isso porque ao percorrê-la, você encontrará os mais renomados hotéis, cafés e lojas como Prada, Gucci, Hermès, Giorgio Armani, Tiffany e muitas outras lojas renomadas.

Tudo bem que os preços encontrados nas lojas dessa rua são altos, mas vale a pena pelo menos paquerar as vitrines, mesmo que você não vá em fazer compras, pois a rua em si é muito bonita, espaçosa e é claro que temos curiosidade de conhecer lugares luxuosos, certo?

Tomar vinhos toscanos e com aperitivos locais

Quem ainda não ouviu falar dos vinhos italianos? Uma das coisas que não pode faltar em seu roteiro ao viajar para Florença é a prova de vinhos da região.

O mais legal é que você deguste vinhos com alguma comidinha local. Eu, por exemplo, gosto muito de um bom vinho acompanhado com i coccoli acompanhados de queijo stracchino e presunto cru.

Os coccoli são umas bolinhas fritas de massa fermentada (pão ou pizza). As porções costumam ser bem fartas. Geralmente gosto para o aperitivo.

Caso os consume como entrada em um restaurante, saiba que a quantidade costuma ser abundante. Pode ser o caso de dividir a entrada para 2 ou 3 pessoas, de modo a não “encher a barriga” já de cara com o antipasto.

Visitar os cafés e pasticcerie tradicionais de Florença

Uma das grandes maravilhas gastronômicas de Florença é poder visitar seus cafés e pasticcerie tradicionais.

Desde o Caffé Gilli, com mais de 300 anos de História, ao C affè Rainer especializado não somente em doces italianos, mas também em patisserie austríaca e francesa.

Anote alguns dos melhores endereços:

Caffè Gilli, Via Roma 1

Caffè Rainer, Via San Zenobi 97/R

Caffè Paszkowski, Piazza della Repubblica 6

Rivoire, Piazza della Signoria 5

Mapa com dicas de Florença

No mapa a seguir todas as dicas de o que fazer em Florença, conforme as indicações contidas nesse post:

Mais dicas de viagem na Itália:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • Aluguel de carro 
Vai viajar pela Itália, de norte a sul ou pelas colinas da Toscana? A melhor opção de viagem é alugar um carro.  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -