Início Comer e Beber O guia gastronômico da Prefeitura de Roma

O guia gastronômico da Prefeitura de Roma

Publicado em:

Para minha absoluta surpresa, descobri que a Prefeitura de Roma resolveu publicar um guia com sugestões de restaurantes onde saborear os pratos da tradição romana, como já apresentamos em breve aqui no blog.

 Nota: Este texto foi redigido em 2013 e o guia gastronômico não é mais distribuído nos pontos de informações turísticas de Roma, mas os restaurantes indicados ainda existem e mantém seu padrão de qualidade e romanidade! 

O pequeno guia é gratuito, redigido em italiano e está disponível nos principais pontos de informação turística de Roma. Mas se você quer saber tudinho antes, para preparar a sua viagem (também) gastronômica à capital italiana, vamos adiantar aqui o seu conteúdo.

No título de apresentação o guia diz que seu objetivo é dar pequenas sugestões para degustar os sabores e os aromas da cidade. Então vamos ver quais são as propostas:

guia-gastronomico-roma

Há uma breve apresentação da cozinha romana, falando as influências das cozinhas da região da “campanha ciociara” (área rural entre o Sul do Lácio e o Norte da Campania, cuja capital é Nápoles) e também das regiões que fazem fronteira com o Lácio: Umbria (capital: Perugia), Toscana (capital: Florença) e Abruzzo (capital: L’Aquila).

Não perca seu precioso tempo em filas enormes!

Ingresso fura-filas para o Coliseu

Ingresso fura-filas para a Capela Sistina

Vocês podem notar a foto de dois produtos que fazem parte da culinária romana: o alho (muitos pratos tradicionais são bemmm refogados no alho. Nada que seja uma novidade para nós brasileiros que refogamos tudo com alho e cebola. Mas esse é um sabor que não agrada a todos os paladares italianos) e a alcachofra. Muitas sugestões de entradas aqui do guia, já foram apresentadas aqui no nosso blog quando falamos das mais tradicionais entradas romanas.

guia-gastronomico-roma-2

Então, vamos lá! O guia diz que um dos pratos mais tradicionais é a amatriciana, e recomenda degustar esses pratos nos restaurantes Felice e Checchino dal 1887, e também sugere provar a gricia (que é a versão da amatriciana sem molho de tomate) nos restaurantes Dar Codaro e Dar Moschino. E para comer uma ótima carbonara recomenda Da Danilo e Quinto Quarto.

Meus pitacos: em Roma o restaurante Da Felice é muito conhecido pela excelência da pasta cacio e pepe. Acho que a cacio e pepe do Da Felice é mesmo a mais famosa de Roma. Eu preferiria comer uma amatriciana na Osteria Palmira ou no Da Lucia e/ou Sora Margherita.

guia-gastronomico-roma-3

Já o nosso guia recomenda comer a cacio e pepe nos restaurantes Da Gino e Pommidoro, esse último há alguns anos era o restaurante preferido do diretor de cinema Pedro Almodóvar. Fica no Bairro San Lorenzo, ali perto da Universidade La Sapienza e também da Estação Termini. Tem um tempinho que não como lá, mas quando ía, as propostas tradicionalmente romanas eram muito boas.

Também temos a sugestão de rigatoni con la pajata e minestra broccoli e arzilla. Para mim comer a pajata é um tabu gastronômico insuperável. A pajata é um molho feito com intestino de bezerro ou cabrito que ainda não foi desmamado, ou seja, quando pelo intestino dele só passam fezes líquidas/leite!!!

Tabu bis: minestra brocolli e arzilla. Trata-se de uma sopa com brócolis e arraia. Como a arraia é um peixe barato, e a cozinha tradicional romana é de origem pobre, temos essa receitinha que também não encaro. Sou uma pessoa que não come nem a gordura da carne, imaginem encarar uma arraia!

gastronomia-romana-6

Peraí que tem mais! Coda alla vaccinara (a versão italiana do nosso ensopado de rabada de boi), coratella con i carciofi (miúdos com alcachofra que já apresentamos no nosso post sobre as Entradas Romanas), abbacchio al forno con le patate (cordeiro ao forno com batatas) e saltimboca alla romana (enroladinho de carne de vitelo recheado com presunto).

gastronomia-romana-7

Na segunda página vocês também encontrarão polpette alla romana, pollo alla romana (frango a la romana), baccalà e le puntarelle, que é uma verdurinha meio amarga, temperada com molho de anchovas, vinagre e azeite. Vou me concentrar no que acho que vale a pena: as polpette são as almôndegas. Parece uma besteira atravessar o Oceano Atlântico para comer almôndegas na Itália, mas vale a pena! Normalmente elas são feitas com carne de boi, presunto, miolo de pão banhado no leite, queijo parmesão. Resultado: ficam deliciosamente macias. Deixo aqui uma dica de um lugar que faz almondêgas no molto de tomate simplesmente ma-ra-vi-lho-sas: Osteria Mangiafuoco.

Quanto ao bacalhau, enquanto no Brasil comemos muita salada ou bolinhos de bacalhau, por aqui ele é feito ensopado, ensopado no molho de tomate, em filés empanados, ou até como molho para o macarrão, geralmente fresco, feito em casa. Se quiserem provar um bacalhau assim, aconselho comer Tonarelli con Baccalà na Taverna del Ghetto, no gueto hebraico de Roma.

gastronomia-romana-8

O guia termina aconselhando alguns doces tipicamente romanos, e pelo menos um deles já apresentamos aqui no blog: o nada dietético, mas delicioso maritozzo con la panna.

Devo confessar que me surpreendeu esta sugestão do guia, porque geralmente esse é um doce mais consumido no café da manhã ou no lanche, do que propriamente como sobremesa. Aqui aconselham-se as ciambelline (biscoitinhos que podem ser molhados no vinho ou no licor) e também a crostata di ricotta e visciole, que é uma torta de pasta brisé com ricotta e groselha (a fruta, não o suco).

gastronomia-romana-10

E aí pessoal? Gostaram das sugestões? Procurei mostrar para vocês o que o guia aconselha, mas também dei as minhas opiniões pessoais.

Curtam a cozinha romana e italiana em geral. Uma viagem à Itália também passa por degustar as maravilhas enogastronômicas dessa terra.

Se você for guloso(a) e quiser saber mais sobre a gastronomia italianaleia também:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • Aluguel de carro 
Vai viajar pela Itália, de norte a sul ou pelas colinas da Toscana? A melhor opção de viagem é alugar um carro.  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

8 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite,

    Estou procurando um restaurante para almoçar abbacchio na Páscoa no Vaticano ou proximidades. Você tem algum para indicar?

    Obrigada.

    • Todos os anos eu vou comer uma polenta no restaurante Dal Paino, Via di Parione, 34/35. Fica praticamente atrás da Piazza Navona (acho que é a segunda paralela atrás da Praça). Um abraço, Luciana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -