Início Arte Museus Grátis em Roma: Cultura sem Custo

Museus Grátis em Roma: Cultura sem Custo

Publicado em:

Para quem curte visitar um museu e se aprofundar em um aspecto cultural ou histórico específico, tenho uma boa notícias: há ótimos museus grátis em Roma.

De um modo geral, não acho que os museus italianos sejam baratos, e sempre invejei bastante alguns grandes museus mundo afora que são gratuitos e contam com o bom coração do visitante: quem quiser pode deixar uma oferta, ou ser um filantropo.

Em Roma, alguns museus municipais são totalmente gratuitos durante o ano todo. Eles são museus menores e bem temáticos.

Leia também:

Além dos museus grátis em Roma que abrem as portas o ano todo, existem possibilidades esporádicas de datas gratuitas para todas as atrações de Roma. O Coliseu, por exemplo, é grátis nos primeiros domingos do mês e os Museus do Vaticano/Capela Sistina, no último domingo do mês.

Portanto, se você curte cultura a custo zero, coloque um dos museus grátis em Roma no seu roteiro de viagem. Que tal?

Não perca seu precioso tempo em filas enormes!

Ingresso fura-filas para o Coliseu

Ingresso fura-filas para a Capela Sistina

Quais são os museus grátis em Roma abertos o ano todo?

A seguir uma breve descrição de todos os museus grátis em Roma o ano todo.

Museo Napoleonico

Museu dedicado a Napoleão Bonaparte e família. Paolina Bonaparte, irmã de Napoleão, casou-se com o príncipe Camillo Borghese. Maria Letizia Ramolino, mãe do imperador francês, residiu em Roma.

Após a derrota de Napoleão, os Bonaparte fugiram para a Itália e pediram exílio ao Vaticano. Assim muitos herdeiros moraram em palácios nobres de Roma.

Um dos descendentes, Giuseppe Primoli, sobrinho-neto e filho da princesa Carlotta Borghese e do Conde Pietro Primoli resolveu doar todo o acervo “napoleônico” da família, dando origem a este pequeno, mas riquíssimo museu.

  • Aberto de terça a domingo, das 10 às 18h. Dias 24 e 31 de dezembro aberto das 10 às 14h. Fechado dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.
  • Endereço: Piazza Umberto I, no. 1 (fica bem pertinho da Praça Navona)
  • Site: http://www.museonapoleonico.it/

Villa di Massenzio

Complexo arqueológico importantíssimo localizado na Via Ápia Antiga, constituído por três edifícios principais: a casa, um circo monumental e um mausoléu.

Vista aérea de uma das partes do enorme complexo arquitetônico imperial

A vila foi construída pelo imperador Massenzio e, após a sua derrota na batalha da ponte Mílvia, contra o imperador Constantino, a vila já caiu em decadência durante o período imperial. Ao longo da idade média suas ruínas foram utilizadas por senhores feudais.

Após escavações nos últimos dois séculos, as ruínas romanas foram conservadas, criando, assim, um circuito de visita.

  • Aberto de terça a domingo, das 10 às 16h. Fechado dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.
  • Endereço: Via Appia Antiga 153 (fica perto das Catacumbas de São Calixto).
  • Site: http://www.villadimassenzio.it/

Museo di Scultura Antica Giovanni Barracco

Um pequeno museu que reúne uma coleção muita rica de esculturas antigas. Arte egípcia, assíria, fenícia, etrusca, romana e grega.

O museu nasce da paixão de Giovanni Barracco pelo colecionismo e profundo estudo da arte e peças antigas. Barracco era de uma riquíssima família nobre de origem calabresa. Foi eleito deputado e senador, mudando-se para Roma.

Suas peças antigas decoravam infinitos corredores dentro da sua residência em Roma. Em 1902 doou a inteira coleção de esculturas antigas para Prefeitura de Roma, pedindo em troca um terreno para a construção de um museu que as pudesse abrigar.

  • Aberto de terça a domingo, das 10 às 18h. Dias 24 e 31 de dezembro aberto das 10 às 14h. Fechado dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.
  • Endereço: Corso Vittorio Emanuele II, 168 (fica bem pertinho do Campo de’ Fiori e também da Praça Navona)
  • Site: http://www.museobarracco.it/

Museo Carlo Bilotti

Localizado dentro da Villa Borghese (na antiga estufa de laranjeiras da mansão), este museu tem obras de Andy Warhol, Giorgio de Chirico, Gino Severini, Larry Rivers e Giacomo Manzù.

Carlo Bilotti era um empresário milionário italiano que viveu entre Nova York e Paris. Colecionador de arte, encomendou muitas obras a artistas.

Das encomendas nasceram grandes amizades e vice-versas, fazendo com que o Bilotti encomendasse obras tanto para sua casa, quanto para as suas fábricas ao redor do mundo.

  • Aberto de terça a domingo, das 10 às 18h. Dias 24 e 31 de dezembro aberto das 10 às 14h. Fechado dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.
  • Endereço: Viale Fiorello La Guardia, 6 (fica perto da Galleria Borghese)
  • Site: http://www.museocarlobilotti.it/

Museo della Repubblica Romana e della Memoria Garibaldina

O pequeno museu localizado entre o Gianicolo (colina acima do bairro Trastevere) e o bairro Monteverde, dedicado a contar a história da República Romana e a luta do exército de Giuseppe Garibaldi pela unificação da Itália.

Para nós brasileiros, acostumados a falar de Garibaldi como “herói dos dois mundos”, é muito interessante poder conhecer mais sobre a história da sua luta revolucionária para que Roma fosse livre do poder do papa (apoiado pelos franceses), podendo assim, fazer parte da nova pátria que estava por nascer: a Itália monárquica.

  • Aberto de terça a sexta das 10 às 14h, sábados, domingos e feriados das 10 às 18h. Dias 24 e 31 de dezembro aberto das 10 às 14h. Fechado dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.
  • Endereço: Largo di Porta San Pancrazio
  • Site: http://www.museodellarepubblicaromana.it/

Museo Pietro Canonica

Casa-museu do escultor de fama internacional Pietro Canonica. O edifício que abriga o museu é do séc. 17 e encontra-se dentro da Villa Borghese.

Participou de grandes e importantes exposições internacionais em Paris, Londres, Berlim, Bruxelas e São Petersburgo.

Era um artista muito requisitado para esculturas monumentais e bustos celebrativos, tendo trabalhado inclusive para a corte inglesa e para os imperadores russos.

O museu é hospedado em um edifício fortificado na Villa Borghese, o qual era a sua residência e estúdio.

  • Aberto de terça a domingo das 10 às 16h (de outubro a maio) e das 13 às 19h (de junho a setembro). Fechado dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.
  • Endereço: Viale Pietro Canonica 2 (Piazza di Siena)
  • Site: http://www.museocanonica.it/

Museo delle Mura

O Museu das Muralhas é verdadeiramente um dos mais interessantes dos museus grátis em Roma.

Tem um inteiro post no blog que conta detalhadamente como é o acervo, como e porque vale a pena visitá-lo (leia aqui).

Ele narra a antiga história das muralhas que circundavam Roma, das quais as mais famosas e que duram até hoje, são as Muralhas Aurelianas. Uma das maiores surpresas é poder caminhar por dentro delas.

  • Aberto de terça a domingo das 9 às 14h. Fechado dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.
  • Endereço: Via di Porta San Sebastiano 18
  • Site: http://www.museodellemuraroma.it/

Museu Ferroviário

O museu ferroviário é um museu localizado no pátio lateral da estação Piramide/Ostia Lido encontram-se estacionadas algumas locomotivas elétricas que estiveram em funcionamento da década de 20 até o final da década de 80.

Se tratam sobretudo de trens que serviam às ferrovias regionais e os bondinhos que circulavam pela cidade.

Cada um dos pesados vagões, construídos sobretudo em ferro e madeira, nos transporta para outra época.

Bancos e assolhos de madeira, cartazes retrô com avisos de “é probido fumar”, corredores estreitos. Esses eram os trens construídos entre as duas guerras mundiais.

Tem um inteiro post no blog que conta detalhadamente como é o acervo, como e porque vale a pena visitá-lo (leia aqui).

  • Aberto de segunda a sexta-feira, das 9:30 às 15:30h.
  • Endereço: Via Bartolomeo Bossi 7 (entrada pela estação Ostiense)
  • Site: https://www.atac.roma.it/page.asp?p=137&r=1507&rs=1&act=1

Os museus gratuitos do Vittoriano

O grande monumento abriga três museus, dos quais dois são completamente gratuitos.

Museo Nazionale dell’Emigrazione Italiana

Um museu temático interessantíssimo que contra a emigração italiana para o mundo todo, tanto dos que buscavam melhores condições de vida, quanto aqueles que imigraram por problemas políticos, sobretudo durante a ditadura fascista.

O acervo do museu é muito interessante, além dos objetos objetos expostos possui suportes midiáticos é possível reconstruir a emigração de italianos no mundo todo inclusive por meio de documentários e filmes famosos como Sacco e Vanzetti.

Para que você saiba um pouco sobre esse museu, escrevemos um texto que você pode ler clicando em: Grátis dentro do Vittoriano: o Museu da Emigração Italiana.

  • Aberto de segunda a domingo das 9:30 às 18:30  
  • Endereço: Piazza di Aracoeli 1 

Museo Sacrario delle Bandiere delle Forze Armate

Esse museu é dividido em duas partes: uma dedicada às “forças armadas terrestres”: Polizia, Carabinieri, Guardia di Finanza, Exército Italiano, Exércitos Voluntários, Exército Garibaldino, etc. e uma outra parte dedicada à Aeronáutica e à Marinha. Ali também fica o Túmulo do Militar Desconhecido.

O Túmulo do Militar Desconhecido (Il Milite Ignoto)

O túmulo do militar desconhecido representa todos os militares mortos na primeira guerra mundial e cujos corpos não puderam ser reconhecidos. Em 1921 a mãe de um soldado não identificado foi convidada a escolher um morto, para que representasse simbolicamente os jovens mortos na primeira guerra.

Devido à forte emoção, a senhora ajoelhou-se chorando diante de um túmulo, dentre os onze cadáveres ali presentes, o qual foi o escolhido para representar os mortos da guerra.

  • Aberto de segunda a domingo das 9:30 às 18:30, exceto na primeira segunda-feira do mês
  • Endereço: Via dei Fori Imperiali

Grandes museus de Roma grátis e também Museus do Vaticano

Com exceção dos museus citados acima, que são gratuitos o ano todo, para visitar outros museus grátis em Roma, é necessário estar na cidade nos primeiros domingos do mês.

Mesmo assim, é necessário visitar especificamente o site do museu que você quer visitar, ou também o site do MIBACT (Ministero per i Beni e Attività Culturali) para saber quais museus dão gratuidade para todos os viajantes, ou aqueles que reservam ingressos somente para os moradores residentes na cidade de Roma.

O primeiro domingo do mês também é o dia no qual as atrações turísticas, além dos museus, também são gratuitas. Nessa ocasião é possível visitar, por exemplo, o Coliseu sem pagar nada.

(Aproveite para comprar aqui o ingresso antecipado do Coliseu e evitar ter que ficar na fila.)

Ao invés, quem deseja visitar os Museus do Vaticano gratuitamente, é possível fazê-lo todos os últimos domingos do mês (desde que não seja feriado), das 9 às 14h (com último acesso às 12:30h)

(Vai visitar os Museus do Vaticano? Evite filas e compre o seu ingresso antecipado, com direito a cancelamento e devolução se mudar de ideia.)

Mais dicas de Roma para a sua viagem:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • Aluguel de carro 
Vai viajar pela Itália, de norte a sul ou pelas colinas da Toscana? A melhor opção de viagem é alugar um carro.  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -