You are here
Home > Bate-volta > Um dia nas ruínas da cidade de Ostia Antiga ou a “Pompeia Romana”

Um dia nas ruínas da cidade de Ostia Antiga ou a “Pompeia Romana”

A maioria das pessoas que visita a Itália e quer conhecer uma inteira cidade antiga, pensa imediatamente em ir até Pompeia, na província de Nápoles. Mas em Roma existe a possibilidade de conhecer uma inteira cidade antiga relativamente bem preservada: Ostia Antiga, por muitos considerada a Pompeia romana. Mas com isso não quero dizer que não valha a pena ir até Pompeia.  Muito pelo contrário!

Acho que uma visita a Ostia Antiga até ajuda a compreender bem a antiga parte arqueológica de Roma situada no Fórum Romano e os Mercados de Trajano, e vice-versa. São visitas complementares.

ostia-antiga
Pavimentação antiga. Esse mesmo tipo de pedras (um tanto escorregadias) pode ser encontrado em Pompeia, na Via Apia Antiga e nas ruínas romanas de Petra (na Jordânia)

A lenda diz que Ostia Antiga foi fundada por Ancus Marcius, quarto rei de Roma, na segunda metade do século VII a. C.

ostia-antiga-2
Logo na entrada, um resquício de antiguidade nos ajuda a “entrar no clima” do passeio

O primeiro núcleo urbano se estabeleceu na região no início do século IV a.C. O nome Ostia vem do latim Ostium que significa foz, e inicialmente era uma fortificação romana, com a função estratégica de defender Roma e o acesso ao Rio Tibre. Na época dos romanos, Ostia ficava entre o mar (hoje em dia a costa dista 3 km) e o rio, por isso a posição da cidade era fundamental, estratégica e ótima para o comércio naval.

ostia-antiga-3
Chão das antigas termas de Netuno. Um luxo!!! Esses antigos romanos é que sabiam viver bem!
ostia-antiga-4
Mais uma foto das termas de Netuno, onde vemos o mosaico e um pouco das ruínas do prédio

Se vocês observarem os mapas expostos dentro da cidade arqueológica, perceberão que até 1557, o Tibre costeava Ostia Antiga. Essa enchente desviou e mudou totalmente o curso do rio, que tinha passado pela cidade por mais de 15 séculos! A segunda enchente que também “ajudou” a desviar a afastar um pouco mais o Rio Tibre da cidade de Ostia Antiga ocorreu em 1870.

ostia-antiga-6

ostia-antiga-7

Ela foi tão violenta e devastadora, que há muitos prédios no centro histórico de Roma mostrando a altura que a água atingiu. Em alguns pontos eu teria quase morrido afogada (e tenho 1,68 cm!). Um adendo histórico: foi por esse motivo que construíram as muralhas de contenção e abaixaram drasticamente o nível do rio.

ostia-antiga-8
Uma rua antiga e um conjunto de casas bem conservadas. Em algumas delas é possível entrar e subir até o segundo andar
ostia-antiga-9
Uma latrina pública! Ir ao banheiro podia ser um ato social, discutir todos juntos de política!

A cidade de Ostia Antiga era circundada por muralhas e as principais portas de acesso eram a Porta Romana (onde hoje em dia fica o acesso à cidade), Porta Laurentina e Porta Marina. A Porta Marina fica no fim do sítio arqueológico, onde já tem menos coisas para serem vistas e poucos turistas se aventuravam até lá. Vá com tempo para bater muita perna pelas ruínas.

ostia-antiga-10
O mosaico no chão do antigo mercado indica a mercadoria que era vendida naquela “barraca”. Neste caso a mercadoria era elefantes trazidos da África para espetáculos nos circos e arenas romanas
ostia-antiga-11
Aqui os produtos vendidos eram azeite/óleo e peixes

Foi durante a época do imperador Adriano  (117-138 D.C.)  que a cidade de Ostia Antiga passou por uma transformação radical, se desenvolveu e ganhou um visual mais urbano. No segundo século d.C. a cidade atingiu o seu apogeu demográfico, com uma população de aproximadamente 50.000 pessoas. O declínio lento, mas inexorável da cidade começou no final do terceiro século d.C., e durou até o nono século d.C., quando os últimos habitantes abandonaram o local. Vários fatores colaboraram para o seu declínio, desde ataques de piratas saracenos até epidemias de malária.

ostia-antiga-12
Em cima de algumas ruínas milenares foram colocadas telhas para proteger as pinturas e/ou mosaicos
ostia-antiga-13
Vale a pena visitar o museu com todo o acervo de estátuas romanas, muitas do primeiro século d.C.
ostia-antiga-14
Decoração de um sarcófago romano

Como chegar?

Ostia Antiga dista aproximadamente 25 minutos do centro de Roma, e é bem fácil chegar lá com os meios de transporte. Pegue a linha B do metrô (a mesma linha que passa no Coliseu e no Circo Massimo) e desça na Estação Piramide. Dentro da própria estação é necessário pegar o trem da Ferrovia Roma-Ostia Lido. Desça na estação Ostia Antica e caminhe 5 minutinhos até chegar na entrada do sítio arqueológico.

Endereço: Via dei Romagnoli 717

ostia-antiga-14
Eros e Psiché

Preço e facilidades

O ingresso custa 10 euros e o mapinha de toda a antiga cidade, com os principais pontos de interesse para quem vai fazer uma visita mais rápida custa 2 euros. Aceitam cartão de crédito, mas o terminal não estava funcionando. Aconselho levar dinheiro em cash. Senão a alternativa é ir até o centrinho de Ostia Antiga (um pequeno burgo medieval a 5 minutos de caminhada) e usar um caixa eletrônico. Dentro do sítio arqueológico tem uma cafeteria com internet wi-fi (por sinal cara! Um cafézinho custa 1,20 contra 0,80-0,90 dos bares em Roma), banheiros limpos e grátis, além de um bookshop que achei meio caidinho, mas mesmo assim comprei uns postais tridimensionais lindos! Roma Pass: Você pode usar o seu Roma Pass para visitar Ostia Antiga.

ostia-antiga-15
Ânforas para armazenamento de azeite

Tempo do percurso

Mínimo 2 horas para quem não quiser ver tudo, mas somente algumas partes principais. Para quem quiser ver tudo mesmo, inclusive o museu de antiguidades romanas que existe dentro do sítio arqueológico, o percurso leva 4-5 horas. Fizemos tudo em quatro horas e meia, porque era o tempo que tínhamos disponível. Paramos somente por uns 15-20 minutos para ir ao banheiro, comprar umas besteirinhas no bookshop e comer os sandubas que levamos de casa! Fecha às segundas-feiras, mas para saber os horários de abertura, consulte o site oficial dedicado a Ostia Antiga.

ostia-antiga-16
Horrea Epagathiana e Epaphrotidiana. Um Horreum era um arnazém onde geralmente guardavam-se grãos e outros tipos de alimentos. Em um segundo momento o termo começa a ser usado para qualquer tipo de armazém.

Dias e Horário

Fechado à segundas-feiras.

Aberto de terça a domingo das 8:30 com horário de encerramento que varia conforme a estação do ano (até as 16:30 no inverno e até as 19:15 no alto verão).

Para consultar as datas, visite o site oficial: http://www.ostiaantica.beniculturali.it/en/orari-ostia-antica.php

Grátis todos os primeiros domingos do mês.

Como se vestir

O passeio é todo ao ar livre. A pavimentação é de terra batida e em alguns pontos há pedras/paralelepípedos um pouco escorregadios (mas dá para evitá-los caminhando às margens da estrada). Aconselho um bom par de tênis e para quem for no verão, é bom bem aconselhável levar um repelente contra mosquitos.


Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem


  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exigem seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu com a Real Seguros. FAÇA COTAÇÃO AGORA E GANHE 10% DE DESCONTO
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em Reais. BUSCAR HOTEL
  • Ingressos Fura-Fila para o Coliseu
Se você não quiser perder preciosas horas da sua viagem em filas, reserve aqui o bilhete para o Coliseu, Fórum Romano e Palatino. COMPRAR INGRESSO COLISEU
  • Evite as filas quilométricas dos Museus do Vaticano
Quer evitar filas que dobram o quarteirão? Então a melhor coisa a fazer para ver a Capela Sistina, é comprar seu ingresso antecipado. COMPRAR INGRESSO VATICANO

Similar Articles

21 thoughts on “Um dia nas ruínas da cidade de Ostia Antiga ou a “Pompeia Romana”

  1. Que belo passeio! Adorei a dica. exatamente o tipo de passeio que me encanta – com muito conteúdo histórico! Não consigo nem me imaginar passando apenas duas horas aí… com certeza sou daquelas que ficaria horas apreciando com calma cada detalhe… Adorei o post!

    1. Muito obrigada, Douglas. Essa visita vale mesmo super a pena. Aproveite em uma próxima viagem a Roma.
      Bjs,
      Luciana

  2. Gente, não sabia dessa Ostia! Na verdade eu conheço a outra que é praia, e nem desconfiava que tinha uma cidade super interessante assim ali do ladinho! Já ví que vou ter que voltar para Roma! =)

    1. Pois é. Você visitou Ostia Moderna! A antiga vale super a pena e, claro, é mais uma “boa desculpa” para voltar a Roma. Beijosssss

  3. Nossa, Lu! Sempre quis ir à Pompéia e nunca tinha ouvido falar em Ostia Antiga! Já entrou na minha lista pra quando for à Roma! Obrigada por isso e parabéns pelo post! 🙂
    Beijinhos

    1. Você vai adorar, com certeza.
      Por coincidência, semana que vem terei a chance de voltar lá.
      Um abração e obrigada por comentar.
      Luciana

    1. E além do sitio arqueologico, tem um borgo com castelo e a possibilidade de pegar o trem e ir pegar uma praia no Lido de Ostia.

  4. Oi Lu, nunca estive em Ostia Antiga… e pensar q fica tao perto de Roma. Lindas as tuas fotos! Adorei o artigo. bjs, Denya

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top