Início Bate-volta 12 Cidades Perto de Roma Para um Bate-Volta Perfeito

12 Cidades Perto de Roma Para um Bate-Volta Perfeito

Publicado em:

Localizada bem no centro do país, Roma pode ser um bom ponto de partida para visitar outras cidades.

Deslocar-se em um país pequeno como a Itália sempre anima turistas e locais a querer acrescentar um lugarzinho aqui, outro ali, mais uma cidadezinha pelo caminho. Mas a verdade é que nem sempre dá!

Eu mesma já tive péssimas experiências com “vamos àquela cidadezinha logo ali” e no final voltei para a casa feliz, sim, mas extremamente cansada! Por isso reuni as melhores dicas de cidades perto de Roma!

Leia mais:

A Itália é quase 30 vezes menor do que o Brasil, mas nem todas as localidades estão cobertas por uma malha ferroviária e rodoviária eficaz.

Portanto, ao programar o seu bate e volta em cidades próximas a Roma, é importante planejar bem. Veja as dicas a seguir:

Não perca seu precioso tempo em filas enormes!

Ingresso fura-filas para o Coliseu

Ingresso fura-filas para a Capela Sistina

O que considerar antes de organizar uma viagem bate volta?

  • O deslocamento do seu hotel ou acomodação até o local para pegar o meio de transporte até o seu bate e volta;
  • O tempo de deslocamento de trem, ônibus ou carro. O seu trem é alta velocidade (caro e com horários pontuais) ou pinga-pinga regional (mais barato, mas com horários sujeitos a atrasos)?
  • Quando você finalmente chegar à cidade, quanto tempo poderá ficar por lá?
  • Se seu bate e volta exige compras de passagens ferroviárias dos “trens-bala” (alta velocidade), a compra deve ser feita com pelo menos 60 dias de antecedência para garantir um bom preço.

Bate e volta para cidades perto de Roma

A seguir opções de bate e volta para cidades próximas a Roma. Alguns são ideais para quem se locomove com meios de transporte locais. Outros são viáveis somente para quem viaja de carro.

Tivoli: famosa desde a época do Império Romano

Tivoli foi a localidade colinar escolhida desde a época do Império Romano como local de veraneio.

Seu clima agradável, proximidade com outras cidadezinhas com produção vinícola, fez com que com o passar dos séculos ela continuasse a ser escolhida como cidade perfeita onde fugir do calor da cidade, ou para agradáveis passeios em meio à natureza

Para saber mais, leia também:

visitar-villa-deste-tivoli-2

Ela também reserva surpresas, como hotéis com piscinas de águas termais.

Os três passeios mais clássicos a Tivoli são a Villa Adriana, a Villa d’Este e a Villa Gregoriana. As duas primeiras são patrimônios da humanidade Unesco, e a terceira ainda é candidata ao título.

++ Compre aqui o seu ingresso fura-filas para a Villa Adriana

++ Compre o seu ingresso fura-filas para a Villa D’Este

  • Tempo de viagem: 1 hora
  • Como chegar em Tivoli: trem e ônibus

Para saber mais, leia também:

Ostia Antiga

Ostia Antiga fica no município costeiro de Ostia, coladinho em Roma. Muitos chamam a cidade de Ostia Antiga de “Pompeia Romana”, porque aqui também é possível conhecer as ruínas de uma antiga cidade romana.

ostia-antiga-18

Passeio perfeito para os dias primaveris ou outonais, durante aproximadamente três horas você vai caminhar no meio a ruínas de um antigo anfiteatro, ruas com pavimentação romana, verá os mosaicos das termas, ruínas de uma antiga basílica, além de um fantástico museu de antiguidades romanas dentro do sítio arqueológico.

No verão você pode aproveitar e ir até a cidade moderna de Ostia, tomar um sorvete, e fazer um happy hour nos inúmeros quiosques à beira-mar.

  • Tempo de viagem: 30-40 minutos
  • Como chegar em Ostia Antiga: trem e ônibus

++ Leia também | Ostia Antiga: um dias nas ruínas conhecidas como a “Pompeia Romana”

Viterbo: uma pérola medieval e cidade dos Papas

Viterbo está a cerca de 80 km ao norte da capital Roma.

Essa cidade também fica próxima a Orvieto (aproximadamente 40 km), então também é possível fazer um passeio a ambas as cidades, desde que você viaje de carro.

A atmosfera da cidade é fantástica. Todo o centro histórico está dentro de muralhas medievais.

Uma parte do centro da cidade é mais moderno, mas ela conserva todo um cantinho medieval, com ruelas estreitas e casas de pedra. Um lugar que vale a pena conhecer.

É lá também que fica o Palazzo Papale que foi sede do Conclave mais longo de toda a história da Igreja Católica.

  • Tempo de viagem: 30-40 minutos
  • Como chegar em Viterbo: trem e ônibus

Cidades perto de Roma: as doces Colinas dos Castelli Romani

Muita gente desconhece, mas bem próximo a Roma fica uma região de colinas, lindíssima para se visitar. É a região dos Castelli Romani. Esse local era, desde a época dos romanos, frequentada pela nobreza por causa de seu clima ameno no verão.

E essa tradição continuou sendo seguida pelos Papas, que possuem uma residência de veraneio na comunidade de Castel Gandolfo.

Castel Gandolfo fica em cima de uma colina, e na parte baixa tem um lago, com vários bares e restaurantes. | Crédito: Shutterstock

Castel Gandolfo, por exemplo, fica a cerca de 25 km de distância da capital italiana. Nessa região o visitante ainda se deparará com o belíssimo Lago Albano. Existem outras cidades nos arredores, e por lá é possível conhecer algumas vinícolas.

As cidadezinhas mais famosas dos Castelli Romani são: Castel Gandolfo, Marino, Frascati, Ariccia e Nemi.

Se tiver que escolher uma delas, comece a sua visita por Castel Gandolfo. Se fizer a visita de carro, podem ser percorridas várias cidades, já que a distância entre elas é minima.

Leia mais:

Os burgos da província de Viterbo: Cività di Bagnoregio e Calcata

Viterbo tem uma ampla província cheia daqueles burgos e cidadezinhas que a gente acha que só existem nos filmes ou nas aberturas de novela. Vocês sabiam que em um dos burgos de Viterbo foram gravados os capítulos de abertura da novela Esperança, da Rede Globo? Ou que ali também há burgos que foram quase abandonados, além de maravilhosas vilas renascentistas?

Várias cidades perto de Roma, ideais para um bate e volta, estão na província de Viterbo

Cività di Bagnoregio: a cidade que morre

Cività di Bagnoregio ficou famosa no Brasil quando foram gravados os capítulos iniciais da novela Esperança. E como sabemos, as novelas no Brasil lançam modas, maneiras de falar, vestir e até destinos turísticos.

Cività di Bagnoregio é conhecida com a alcunha de “città che muore”, a cidade que morre.

civita-di-bagnoregio
Civita di Bagnoregio na primavera
  • Tempo de viagem: 1 hora e 40 minutos (carro), 2 horas e meia (trem + ônibus)
  • Como chegar: trem até Orvieto e dali um ônibus.  Chegar de Roma até a província de Viterbo leva cerca de 1 hora de carro, pegando a autoestrada A1. Esse é o melhor meio para visitar a região sem depender dos horários dos ônibus ou trem.

Mas uma opção muito interessante é se hospedar em Orvieto e dali fazer passeios que podem ser de trem, ônibus ou carro para os burgos e cidades nos seus arredores. Também há possibilidades de fazer passeios a pé nas trilhas da Via Francigena, antiga via dos peregrinos que da França chegam até Roma.

++ Leia Mais | Civita di Bagnoregio: a “cidade que morre” nos revela toda a sua beleza

Calcata: magia hippie que parece um conto de fadas

Calcata é uma cidades perto de Roma, mas bem escondida, que fica em uma colina de tufo em meio a um bosque quase encantado, o Vale do Treja, nome do rio que circunda a região. Para quem gosta de caminhar e estar em contato com a natureza, é possível fazer maravilhosas excursões partindo da parte baixa e moderna da cidade: Calcata Nuova.

calcata-lazio
Calcata no inverno

Infelizmente, nos anos 50-60, a causa de um desequilíbrio geológico, muitos moradores deixaram suas casas no antigo burgo, e decidiram construir a “Calcata baixa ou Calcata Nuova”, alguns quilômetros mais para lá, e o burgo se esvaziou.

“lenda urbana” conta que vários jovens hippies, a procura de um lugar perfeito, descobriram a cidade e começaram a habitar no lugar, dando vida a uma comunidade de artesãos e a um ritmo de vida novo, lento, genuíno.

++ Leia Mais | A magia hippie de Calcata, uma pérola nos arredores de Roma

  • Tempo de viagem: 1 hora
  • Como chegar em Calcata: carro

Bate e volta de Roma para cidades no Estado da Umbria: Assis, Orvieto e Spoleto

A Umbria é o Estado italiano vizinho ao Lácio (Estado cuja capital é Roma). Portanto é bem fácil chegar às cidades a seguir viajando de trem. São todas cidades príximas a Roma e muito graciosas para passeios rápidos! Aqui trago algumas sugestões para você:

Assis: a cidade de São Francisco

Assis é uma cidade numa colina na região da Umbria no centro da Itália, a cerca de 170 km da capital Roma. Trata-se de um famoso vilarejo onde nasceram São Francisco e Santa Clara.

O pequeno burgo medieval conserva uma atmosfera de outros tempos, e é uma cidade muito visitada por peregrinos para trilhar muitos percursos que contam a história de São Francisco de Assis.

O ponto turístico mais visitado é a Basílica de São Francisco. Mas as ruelas medievais reservam muitas surpresas, e Assis também é um ótimo itinerário gastronômico: ótimos queijos, embutidos e vinhos recepcionam o turista ávido por experiências gastronômicas.

++ Tour de Assis e Orvieto para pequenos grupos

  • Tempo de viagem: pouco mais de 2 horas
  • Como chegar em Assis: A melhor forma de chegar até lá, é de trem e o trajeto leva 2h30min. Também é possível ir de carro. Nesse artigo aqui tem todas as informações de como ir de Roma a Assis.

Orvieto: a cidade da colina de tufo

Orvieto é uma cidadezinha que fica em cima de uma colina de tufo (uma pedra de origem vulcânica) e é de uma graciosidade indescritível.

O passeio além de ser rápido e prático, oferece várias opções. Além da cultura e arte, Orvieto tem uma ótima gastronomia e inclusive passeios em vinícolas ou degustações de produtos típicos nas lojinhas da cidade. Os pontos fortes são: queijos, vinhos, embutidos e azeites. Nada mal, né?

Orvieto também tem uma das catedrais mais bonitas e imponentes da Itália.

  • Tempo de viagem: 1:20h de trem, 1:35h de carro
  • Como chegar em Orvieto: Para chegar até lá, além de ir de carro, é possível pegar trens diretos e que possuem passagens relativamente baratas! Nesse artigo eu falo um pouco mais sobre a cidade e o que você pode conhecer por lá.

Spoleto: graciosidade e vestígios do Império Romano

Outra pequena cidade da região da Umbria, Spoleto também é muito charmosa e pode ser acessada facilmente de trem.

Cidadezinha muito charmosa, agrada a todos os tipos de viajantes. Seja quem busca uma viagem mais cultural, do que quem quer curtir a natureza e a gastronomia umbra.

A cidade possui resquícios do seu antigo passado romano, como o Arco de Druso e o teatro romano. Muito interessante também é a Igreja de San Gregório Maior.

  • Tempo de viagem: 1:35h de trem, 1:50h de carro
  • Como chegar em Spoleto: Para chegar até lá, além de ir de carro, é possível pegar trens diretos e que possuem passagens relativamente baratas!

Bate e volta para cidades grandes mais próximas de Roma

Se seu desejo é conhecer alguma outra cidade grande, que seja próxima à capital italiana, separei três boas opções para você: Firenze), Nápoles e Pompeia. Todas essas cidades são alcançáveis com trens de alta velocidade.

Agora, confira as informações de cada uma delas:

Firenze: o berço do Renascimento italiano

A maior cidade da região da Toscana, Florença fica a cerca de 300 km ao norte de Roma.

Considerada do berço do Renascimento Italiano, Firenze é uma cidade linda. Cortada pelo Rio Arno, a cidade possui atrações para todos os gostos e uma ótima gastronomia.

Alguns dos museus mais importantes do mundo estão em Firenze, como a Galleria degli Uffizi, onde poderão encontrar quadros de Rafael, Tiziano, Botticelli, e a Galleria dell’Accademia, onde impera o Davi de Michelangelo, uma das esculturas mais famosas do mundo.

Vista panorâmica de Firenze, fotografada do Piazzale Michelangelo. | Crédito: Shutterstock

Caminhar pelas ruas charmosas de Firenze ou costear a marginal do Rio Arno também é uma ótima pedida.

Agora, se você me perguntar se vale a pena fazer um bate e volta a Florença, eu te respondo: sim e não! E por que isso? Sim, porque a cidade é uma das mais belas do mundo, considerada o berço do Renascimento italiano. E não, porque é uma pena passar apenas um dia em Florença!

Ingressos fura-filas para as principais atrações da Toscana:
Galleria Uffizi de Florença sem filas
Davi do Michelangelo sem filas
Palazzo Vecchio, residência dos Médicis, sem filas
Firenze Pass: transporte e museus sem filas

Uma boa maneira de acelerar o itinerário e ver um pouco mais da cidade, para quem vai passar somente um dia é fazer um passeio em um ônibus panorâmico hop on hop off, assim dá para subir e descer em vários pontos da cidade.

Assim, se você quiser conhecer a cidade, sugiro que passe mais tempo nela, pelo menos dois ou três dias, para poder aproveitar de fato tudo o que ela tem a oferecer! Há vários hotéis bem localizados em Firenze, assim voê vai poder curtir mais a cidade.

  • Tempo de viagem: 1:30h de trem, 3h de carro, 4:30h de ônibus.
  • Como chegar em Firenze: A melhor forma de chegar até lá, é de trem de alta velocidade.

Nápoles: cidade cheia de personalidade, cores e sabores

Outra cidade grande, e bastante conhecida pelos turistas, é Nápoles. Nápoles fica a cerca de 230 km ao sul de Roma, e é a terceira maior cidade da Itália. O seu centro histórico foi declarado patrimônio mundial da Humanidade pela UNESCO em 1995!

Nápoles é uma cidade de fortes contrastes. Há quem ame e há quem a odeie. Eu estou no time dos que ama Nápoles com todas as suas idiossincrasias.

A praça mais monumental de Nápoles: a Piazza del Plebiscito. | Crédito: Shutterstock

A cidade passou por séculos de dominação espanhola. Possui belíssimos palácios, conventos, igrejas e um dos passeios mais deslumbrantes são as famosas catacumbas subterrâneas de Nápoles.

Lá também há museus fantásticos, como o Museu Arqueológico de Nápoles, que conserva parte dos achados de Pompeia, Herculano, Stabia, Oplontis, ou seja, todas as cidades que foram destruídas pelo Vesúvio em 79 d.c.

Outra vantagem (mas nesse caso não seria para um bate e volta) é que Nápoles é a “grande porta de entrada” do sul da Itália. Dali é possível visitar muitas outras cidades interessantes: Capri, Pompeia, Costa Amalfitana, somente para citar as mais famosas.

Além disso, Nápoles é a “patria italiana da pizza”, do babà, do café, dos pratos de massa com frutos do mar.

  • Tempo de viagem: 1:10h de trem (alta velocidade), 2:50h (ônibus)
  • Como chegar em Nápoles: A melhor forma de chegar até lá, é de trem de alta velocidade e o trajeto leva 1:10h. Mas também é possível chegar com trens regionais (mais lentos), ônibus e carro.

Pompeia: a cidade destruída pelo vulcão Vesúvio

Bem próximo a Nápoles fica Pompeia! Passear pelas ruínas de Pompeia; é refletir sobre a força devastadora da natureza e naqueles fatídicos dias de 24 de outubro de 79 depois de Cristo (primeira erupção) e 25 de outubro de 79, a segunda erupção que devastou tudo.

Pompeia ficou sepultada por 1700 anos, quando por acaso foi encontrada e transformada num grande “museu”. Vale a pena a visita!

Tempo de viagem: 1:10h de trem (alta velocidade) até Nápoles e mais 25 min de trem (urbano)

Como chegar em Pompeia: A melhor forma de chegar até lá é de trem. Aqui no blog tem um post completo com todas as instruções detalhadas para viajar de Roma a Pompeia.

Bate e volta de Roma para outras cidades turísticas

Além de todas essas cidades que mencionei, muitos turistas querem conhecer outras grandes cidades da Itália, e podem ficar com dúvidas se vale a pena ou não. Exemplo de cidades maiores e que atraem muitos visitantes são Siena, Capri e, claro, Veneza.

++ Leia Mais | Viajar de trem na Itália: Dicas práticas e passagens baratas

Vale a pena fazer bate e volta para Siena?

Localizada na região da Toscana, Siena fica a cerca de 3 horas de proximidade de Roma (a cerca de aproximadamente 230 km). Assim, eu considero que, apesar da distância, fazer um bate e volta a Siena vale a pena.

Mas, se possível, tente fazer essa viagem durante os meses de abril a setembro, para poder aproveitar mais o dia (já que escurece mais tarde).

Para chegar até Siena, é possível ir de carro, claro. Mas também há ônibus direto até a cidade, oferecidos pela FlixBus. As passagens custam a partir de €13.

Leia também:

Vale a pena fazer bate e volta para Veneza?

Veneza, a cidade dos canais, fica a cerca de 500 km de Roma. Ou seja, pela distância, já dá pra ver que, um bate e volta rápido, é quase inviável! Para percorrer esse trajeto você levará, no mínimo 3:45 na ida e 3:45 na volta!

Assim, se você quiser mesmo conhecer Veneza, sugiro que fique ao menos duas noites na cidade, para que a viagem não seja tão cansativa! Um bate e volta de apenas um dia só fará você se cansar e não poderá aproveitar outras atividades.

Vontade até dá, né? Se optar por ir e voltar a Veneza, considere fazer um passeio guiado. | Crédito: Shutterstock

Para ir até Veneza, você pode ir de trem, e as passagens podem ser um pouco caras: cerca de €40 cada trecho. Contudo, é um meio rápido e confortável de se viajar, já que o trem leva cerca de 3h45 para percorrer o trecho.

De ônibus, eu não recomendo. Apesar de a FlixBus ter linhas diretas de Roma a Veneza, as passagens custam cerca de €26 o trecho, mas a viagem leva no mínimo, 6h30! Ou seja, é muito cansativo. Nesse caso, é melhor optar pelo trem.

Vale a pena fazer bate e volta para Capri?

A famosa e chiquérrima Ilha de Capri atrai os turistas principalmente pela beleza natural das grutas que rodeiam o local. Saindo de Roma, a ilha fica a cerca de 260 km de distância. Indo de carro, são cerca de 3h30 até lá.

Capri é mesmo uma maravilha. Considere se é um bate e volta que pode ser cansativo. | Crédito: Shutterstock

Atente-se que, por se tratar de uma ilha, você terá que pegar uma balsa ou barco. Os valores variam de acordo com o tipo de embarcação que você for usar, mas há tickets a partir de €20.

Recomendo que você compre o ticket diretamente na bilheteria, no dia em que você for fazer o passeio.

Outra possibilidade é comprar um passeio guiado a Capri, saindo cedinho de Roma, e depois retornando no final do dia.

Mais dicas de Roma para a sua viagem:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • Aluguel de carro 
Vai viajar pela Itália, de norte a sul ou pelas colinas da Toscana? A melhor opção de viagem é alugar um carro.  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

8 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite. Eu gostaria de fazer Pisa saindo de Roma. Depois p hospedagem em Roma, gostaria de passar uma noit em Florença e depois p Veneza. Já me disseram q é possível fazer esses trechos de ônibus para economizar. Vc tem idéia de preços e pode nos dizer se é viável e esse é agradavél esse tipo de viagem> Muito obrigada! Ah, tenho lido seu blog e tenho amado! É sem dúvida um mergulho na história! Parabéns!

    • Olá, Patrícia
      Eu não gosto de viajar de ônibus, mas economiza-se muito em relação ao trem e com a vantagem que é possível comprar com menos antecedência.
      Para você ter uma ideia de preços, dá uma olhada no site da Flixbus: https://global.flixbus.com/
      Infelizmente não sei preços, até porque cada empresa tem a sua política.
      Abs,
      Luciana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -