Início Dicas e Roteiros da Itália Assis: O que fazer + Onde ficar na cidade de São Francisco

Assis: O que fazer + Onde ficar na cidade de São Francisco

Publicado em:

Assis, localizada no centro da Itália, no Estado da Umbria, é uma das cidades mais visitadas do país, e importante tanto do ponto de vista histórico como religioso.

Em Assis nasceu um dos santos mais carismáticos e famosos da história do cristianismo: São Francisco. Foi aqui que ele viveu os anos da sua infância e da sua juventude.

Por isso, a charmosa cidadezinha respira religiosidade por todos os cantos, com dezenas de lugares que lembram a conversão do santo.

Leia também:

Da imponente Basílica de São Francisco de Assis, à Basílica de Santa Clara, às inúmeras ruelas onde inclusive ainda existe a casa onde Francisco morou.

Surpreendementemente, a cidade também teve um passado romano, e obviamente viveu toda a Idade Média. Isso faz com que haja muito o que ver na cidade, portanto, a seguir há um elenco de o que fazer em assis.

Visitar a Basílica de São Francisco: a basílica superior e a basílica inferior

Se existe uma coisa a fazer em Assis, da qual não se pode abrir mão é conhecer a Basílica de São Francisco de Assis.

Aliás, é uma das primeiras coisas que avistamos na cidade, quando pegamos o ônibus que dá estação de trem (que fica na parte baixa da cidade), nos leva até o coração da cidadezinha (que fica no alto de uma colina).

A basílica foi construída entre os anos 1228 e 1253, e é nela que está a tumba de São Francisco. No século 16 ela obteve o título de basílica papal e desde 2000 ela faz parte da lista de patrimônios da humanidade da Unesco.

A primeira parte a ser construída é o que chamamos de basílica inferior, na verdade a cripta da igreja, e é nessa parte que está a tumba do santo.

Existe um ciclo de afrescos preciosíssimo, mas o que mais nos chama a atenção ao visitarmos a basílica inferior é o sentimento de fé e comoção de todos os peregrinos que visitam o túmulo de São Francisco.

Crédito: Shutterstock

Já a sua parte superior, possui um ciclo de afrescos famosíssimos pintado por um dos gênios da pintura italiana: Giotto.

Outros dois artistas (dentre muitos) que também contribuíram para a beleza da basílica de São Francisco de Assis foram Cimabue e Simone Martini.

Visitar a Basílica de Santa Clara

Crédito: Shutterstock

Outra basílica importantíssima para a história da cidade é aquela dedicada à  companheira espiritual de São Francisco.

Clara conheceu Francisco ainda jovem, e ele confidenciou à ela as suas visões e a sua conversão religiosa.

E é também ao santo que ela pede ajuda e conselhos, porque a sua família seria completamente contrária à sua conversão.

Após morte de Clara, lhe foi consagrada uma basílica já em 1265, e muitas das suas irmãs de fé pedem autorização ao vigário e ao papa para seguir os dogmas fundados pela santa, dando assim, origem à ordem religiosas das clarissas.

Na igreja existe a cripta com a tumba da santa.

Rocca Maggiore: a fortaleza medieval da cidade

A Rocca Maggiore é uma imponente fortaleza militar construída no séc XIV. Em plena idade média, época das batalhas cruentas entre senhores feudais, ter uma base militar estratégica era de importância fundamental para muitas cidades italianas.

A Rocca fica em uma posição que mais estratégica, impossível. Do alto de uma rípida colina é possível ver toda a cidade de Assis, e também todo o vale que fica na parte baixa da cidade.

assis itália
Viata panorâmica da Rocca Maggiore | Crédito: Shutterstock

É possível visitar a fortaleza medieval e ter uma vista panorâmica incrível da cidade, além disso, parte da rocca foi transformada em museu, com armaduras, utensílios, armas e roupas medievais, de modo que podemos mergulhar mais um pouco no que era a vida da idade média.

Leia Mais:

Piazza del Comune: Templo de Minerva, Fórum Romano e Torre del Popolo

subterrâneo de assis itália

Bem no “coração” do centro da cidade, no caminho entre a Basílica de São Francisco e a Basílica de Santa Clara e a Catedral de São Rufino, fica a Piazza del Comune, e nela existem os testemunhos do passado romano da cidade.

O templo de Minerva foi construído em 30 a.C. Ele foi construído no mesmo ano que Ottaviano (que em 27 ac foi eleito imperador de Roma com o nome de Augusto) derrotou Marco Antônio e Cleópatra na famosa batalha naval de Azio (localizada na Grécia). No século XVI, a parte interna do templo foi transformado da igreja de Santa Maria Sopra Minerva.

Dentro do tempo de Minerva fica o Fórum Romano. O fórum era o centro dos eventos civis e sacros, das negociações comerciais, comícios políticos e debates. Podemos dizer que era o “coração” da Assis romana.

antiguidades de assis itália

Para ter acesso ao fórum, entramos pela Cripta da Igreja de San Nicolò e, logo estamos no Museu Arqueológico.

Após a exposição arqueológica inicial, percorre-se um corredor bem comprido com passarelas de vidro, para chegar até o centro do museu, onde está o Fórum Romano. As paredes do corredor estão cheias de lápides com epígrafes latinas.

Ao lado do templo de Minerva fica a Torre del Popolo, uma antiga torre campanária do séc. 14.

Caminhar pelas ruas medievais da cidade

Caminhar por Assis é uma das partes mais gostosas do passeio. Com suas casas de pedra, muitas com floreiras nas sacadas, bem bonitas mesmo para serem admiradas.

Importante ter em mente que é cidade é toda em ladeiras, portanto, para quem tem mais dificuldade de caminhar, pode ser interessante começar a visita de cima para baixo, ou seja, ao pegar o ônibus para Assis, ou estacionar o carro, o itinerário deve ser iniciado na Piazza Matteotti (que fica mais próxima à Catedral de São Rufino e à Basílica de Santa Clara).

Desse modo, vá descendo as ruelas até chegar à Basílica de São Francisco.

A cidade é mesmo muito graciosa e é impossível sair de lá sem tirar muitas fotos.

Catedral de São Rufino

catedral de são rufino assis itália
Catedral de São Rufino | Crédito: Shutterstock

A Catedral de São Rufino é uma das igrejas mais importantes de Assis.

Ela representa um dos exemplos mais significativos e bonitos da arte românica da Umbria, com a sua grande rosácea e decorações requintadas.

São Rufino foi o primeiro bispo de Assis e é um santo mártir. Também é o santo padroeiro da cidade.

A igreja atual, do século 12, mas com origens desde o séc. 5, foi construída para abrigar as relíquias do santo mártir.

É possível visitar a cripta da catedral, na qual está exposto o primeiro sarcófago do santo.

Museu Diocesiano de São Rufino

No subterrâneo da catedral, se encontra o interessantísimo Museu Diocesiano de São Rufino.

Inaugurado em 1941, o ambiente possui um claustro com um poço de época romana, um lapidário e várias salas com obras de interesse artístico.

Algumas obras interessantes:

Um retábulo do séc. 15 com a vida de São Rufino

Afrescos do séc. 14 com várias passagens biblícas com a vida de Jesus;

Um estandarte de procissões das irmandades de São Francisco e de São Leonardo, dos quais os mais antigos são do século 14

A coleção Perkins, que é formada por 32 obras de grandes mestres italianos da pintura.

Basílica de Santa Maria degli Angeli e a Porziuncula

assis italia o que ver
Santa Maria degli Angeli | Crédito: Shutterstock

A Basílica de Santa Maria degli Angeli, construída no séc. 17 é considera a sétima maior igreja católica do mundo.

Ela se encontra na “parte baixa de Assis”, ou seja, do lado oposto à “parte alta de Assis” (a da Basílica de São Francisco e as demais igrejas citadas aqui nesse post).

Quando foi construída, a basílica englobou a Porziuncula, uma pequena capela onde São Francisco se recolhia em oração.

Porziuncula | Crédito: Shutterstock

Ao lado do presbitério, fica a Capela do Transito, lugar onde o santo faleceu.

As portas medievais de Assis

Como toda cidade medieval cercada por muralhas, hoje vemos em Assis os traços das portas de entrada da cidade. Muitas delas construídas entorno ao ano 1300.

Das 9 portas existentes, as que quase todos nós passamos quando visitamos Assis são: a Porta San Francesco e a Porta San Pietro.

Uma antiga histma antiga história conta que a São Francisco passou pela Porta Maiano, para chegar até a Porziuncula, onde faleceu.

Porta San Pietro | Crédito: Shutterstock

Santuário Eremo delle Carceri: lugar dos retiros de São Francisco

O Eremo delle Carceri é um complexo eremita que fica no meio da natureza, a 5 km do centro de Assis.

Nesse lugar São Francisco fazia retiros espirituais e se recolhia em intensa oração, junto com um pequeno grupo de cristãos que o seguia.

Aqui eles viviam uma vida muito simples e isolada do mundo.

Onde ficar em Assis

Assis é uma ótima base para conhecer maravilhosas cidades da Umbria como Perugia, Foligno, Todi, Spoleto e Orvieto.

Além disso, comparada com muitas outras cidades italianas, os preços das hospedagens e de restaurantes na Umbria, são razoavelmente mais baixos.

Além de charmosos hotéis propriamente dentro da cidade de Assis, é possível se hospedar em confortáveis hotéis fazenda com piscina, em meio a cultivações de vinho e azeite. Assis também é famosa pelas plantações de lavanda, portanto, ficar em um hotel no campo pode ser uma ótima escolha.

Algumas dicas de hotéis em Assis:

Borgo Antico Orti Assisi: hotel-fazenda 4 estrelas, super charmoso, com piscina.

Asisium Boutique Hotel: 5 estrelas, no centro de Assis, próximo à Basílica de Santa Clara.

Hotel Alexander: 3 estrelas super charmoso, com estrutura medieval, a 800m. da Basílica de São Francisco.

Hotel Trattoria Pallotta: 2 estrelas rústico, bem no centro medieval de Assis e com gestão familiar. Possui restaurante no local.

Mais dicas da Itália para a sua viagem:

Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem

  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exige seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu Real Seguros.
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em reais.
  • AirBnB: aluguel de temporada 
Vai viajar pela Itália e prefere ficar em um apartamento, ao invés de um hotel? Nesse caso, a melhor opção é alugar no airbnb. BUSCAR APARTAMENTOS  
Luciana Rodrigues
Guia brasileira em Roma e Vaticano. Moradora de Roma há mais de 21 anos. Idealizadora e produtora de conteúdo do Roma Pra Você, para quem quer organizar a sua viagem a Roma em plena autonomia. Seja bem-vindo(a) e prazer em conhecê-lo(a)!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Dicas Mais Procuradas

- Advertisement -
error: