O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DA VIAGEM A ROMA

1. Quando gastarei por dia para visitar Roma?
2. Roma pode ser considerada uma cidade cara ou barata?
3. Quantos dias são necessários para conhecer Roma?
4. Como fazer minha mala para Roma?
5. Qual a melhor época do ano para visitar Roma?
6. A imigração italiana é rigorosa? Preciso ter medo de ser barrado(a)?
7. A Itália exige que o turista tenha um seguro viagem?
8. Roma é uma cidade segura?
9. Roma é uma cidade segura para mulheres que viajam sozinhas?


1. Quando gastarei por dia para visitar Roma?
Os leitores do Roma Pra Você estimam seus gastos em 75 euros por dia (excluindo a hospedagem).

Quanto se gasta por dia em Roma | Custo de vida em Roma: quanto custa fazer as suas compras?

2. Roma pode ser considerada uma cidade cara ou barata?
Roma é uma cidade com hospedagem relativamente cara. Comparada com outras cidades, Roma é mais barata do que Londres, Amsterdam, Paris e Estocolmo. Porém é mais cara do que Lisboa, Porto, Barcelona, Berlim. Portanto, dentre as capitais europeias, Roma tem preços medianos.

3. Quantos dias são necessários para conhecer Roma?
Depende! Considere três dias inteiros (sem que nesses dias você esteja chegando da cidade), para ver o básico. Nesses três dias você deve ter bastante disposição para caminhar. O ideal, para curtir bem a cidade, tanto as atrações “fundamentais”, quanto algo de menos turístico, seria permanecer cinco dias.

Roteiros de RomaRoma em 2 dias

4. Como fazer minha mala para Roma?
Roma não é uma cidade de temperaturas polares no inverno e neva muito raramente. No verão pode fazer mais calor do que muitas cidades brasileiras, com o agravante que raramente chove. Prepare-se para um calor seco.

Preparar as malas para Roma em Março e Abril | Dicas práticas para turistar em Roma no verão | Como se vestir no inverno romano |

5. Qual a melhor época do ano para visitar Roma?
A melhor época para fazer uma viagem a Roma é quando a gente pode fazer a viagem! No entanto, de Maio até meados de Junho é um período com temperaturas mais amenas (dias ensolarados e primaveris que antecedem o verão). Do mesmo modo em Setembro e Outubro, pegamos o fim do verão e o início de um outono ainda bem ameno e pouco (ou nada) chuvoso.

6. A imigração italiana é rigorosa? Preciso ter medo de ser barrado(a)?
A imigração italiana cumpre seu papel, sem humilhar ou deportar pessoas sem um motivo aparente. Tenha sempre consigo a sua passagem de ida e volta, comprovante de hospedagem, seguro viagem e tenha como comprovar que possui meios financeiros para se sustentar durante a viagem (dinheiro em espécie ou um cartão de crédito internacional).

O que você precisa para passar sem medo na imigração italiana

7. A Itália exige que o turista tenha um seguro viagem?
Um dos documentos que pode ser exigido pelo oficial da imigração é o comprovante que você possui um seguro viagem com uma franquia mínima de 30.000 euros. Nesse seguro está incluído várias coberturas: assistência médica e hospitalar, custos aéreos em caso de repatriação, assistência jurídica, traslado em caso de falecimento entre outras coisas. O seguro viagem é a prova que a “União Europeia não vai gastar dinheiro com você” em caso de imprevistos durante a viagem.

Obrigatoriedade do seguro viagem para entrar na Itália

8. Roma é uma cidade segura?
Se compararmos Roma com qualquer cidade brasileira, poderíamos dizer que a Cidade Eterna é um paraíso. Comparada com os níveis europeus, Roma é uma cidade de pericolosidade baixa-média. O que você sempre deve ter em mente é que casos de assaltos a mão armada, ou violência extrema para roubar uma pessoa não fazem parte da realidade local. Sua atenção deve se concentrar contra os “famosos golpes contra turistas”, batedores de carteira (principalmente nas linhas do metrô, nas estações de trem e nas atrações turísticas). Caso alugue carro, também evite deixar objetos de valor dentro do veículo. Os carros de locadoras, sobretudo se estacionados perto de atrações turísticas são sempre muito visados. Se você estiver com suas malas no porta-malas, procure sempre estacionar o seu carro em um estacionamento particular (garagem fechada). Todos os bairros possuem estacionamentos fechados pagos, com guardas e manobreiros. Procure no Google Maps: “garage custodito”, “parcheggio custodito”, “parcheggio a pagamento”.

O golpe do abaixo-assinado contras as drogas

9. Roma é uma cidade segura para mulheres que viajam sozinhas?
Morando na cidade desde 1999, posso afirmar que Roma é um destino seguro para mulheres que viajam sozinhas. Pego meios de transporte à noite (às vezes por volta da meia-noite) e também táxis. Caminho pelo centro da cidade sem medo. Porém, acredito ser sempre necessário tomar precauções, como saber o caminho do hotel, não aceitar bebidas de estranhos e, efetivamente, não dar bola para o primeiro italiano paquerador! Mesmo assim, os casos de paquera raramente terminam em assédio ou violência. Em todos esses anos sofri uma tentativa de furto, mas o ladrão não conseguiu arrancar a minha bolsa.


HOSPEDAGEM EM ROMA

1. Onde se hospedar em Roma?
2. Onde não se hospedar em Roma?
3. Quanto custa em média uma estadia em Roma?
4. Existem hospedagens com atendimento em português?


1. Onde se hospedar em Roma?
A melhor opção é poder se hospedar no centro da cidade. Roma é uma cidade que pode ser percorrida a pé, e quem se hospeda no centro pode se locomover com facilidade. Caso seu orçamento não permita se hospedar em áreas centrais, procure bairros servidos pela rede do metrô ou pelos bondinhos.

Onde ficar em Roma: os bairros do centro

2. Onde não se hospedar em Roma?
Nunca fique fora da cidade, nem em bairros afastados demais. Sobretudo em bairros nos quais você dependerá da rede de ônibus ou da rede ferroviária. Os meios de transporte de Roma estão quase sempre cheios e atrasam. Portanto, ficar em bairros afastados exigirá pelo menos uma hora para chegar ao centro e outra hora para voltar ao hotel no final do dia. E em caso de greves de transportes (todo mês tem pelo pelos uma), você ficará isolado(a).

3. Quanto custa em média uma estadia em Roma?
Albergues com quarto compartilhado custam uma média de 25 euros por dia, B&B (Bed and Breakfast) custam uma média de 80 euros por dia, Hotéis a partir de 100 euros por dia. Obviamente você pode achar por menos, mas esta é a média de hospedagem em áreas centrais.

4. Existem hospedagens com atendimento em português?
Existem e recomendamos uma em especial, porque parceira do Roma Pra Você: a Maison Vaticana. Se trata de um confortável apartamento dividido em duas suítes (uma delas com cozinha), localizado a poucos metros da Basílica de São Pedro e dos Museus Vaticanos. Um plus: o apartamento está a cerca de 2 minutos a pé da estação do metrô Ottaviano.

Maison Vaticana: hospedagem no Vaticano com atendimento em português