You are here
Home > Bate-volta > O que fazer em Orvieto: bate-volta saindo de Roma

O que fazer em Orvieto: bate-volta saindo de Roma


Orvieto bate-volta perfeito saindo de Roma. Por que perfeito? Não é jogada de marketing: é um bate-volta prático (trem direto de Roma), barato (trens regionais com preços inferiores a 10 euros) e rápido porque fica a menos de 2h de Roma.

A graciosa cidade no Estado da Umbria, no qual situam-se cidades igualmente maravilhosas como Spoleto, Assis, Gubbio, além da capital Perugia, é um daqueles bate e volta perfeitos saindo de Roma porque além de distar pouco mais de 1h e meia da capital, a cidade também pode ser alcançaada com vários trens diários.

A Umbria é um território riquíssimo, e é uma daquelasa regiões da Itália onde possuímos muitas cidades colinares ou fortificadas, onde ainda reina aquela aura de “cidade medieval”, já que muitos núcleos urbanos nasceram entre o séc X e XIV. Una-se esta beleza à gastronomia (queijos, salames, trufas, massas) aos excelentes vinhos e… touché.


O que fazer em Orvieto?

Algumas dicas para quem quer passar um dia em Orvieto, e programar uma visitinha à cidade.


Curtir a subida com o funicular

Como a cidade de Orvieto fica no alto de uma colina, o meio mais rápido e fácil de chegar no centro da cidade é subir o primeiro trecho com o funicular.

Sendo a cabine toda de vidro, a gente já começa o passeio com uma pequena imersão no verde e na natureza da cidade.

Tanto adultos quanto crianças ficam encantados com o percurso breve, mas gracioso.

Crédito: Mapio

Visitar o Poço de São Patrício

Em 1527 o Papa Clemente VII pediu a um grande arquiteto (Antonio da Sangallo, o jovem) que construísse um poço, de modo que em casos de invasões a cidade pudesse garantir o seu abastecimento hídrico. Isto porque uma das primeiras estratégias usadas pelos invasores era destruir os aquedutos de modo que a população não tivesse água potável.

Crédito: Mapio

O poço possui 54 metros de profundidade, 13 metros de diâmetro, com uma estrutura com duas passagens helicoidais: uma escadaria de subida e uma escadaria de descida que não se cruzam. Dessa maneira os burros de carga podiam ser utilizados para pegar água no poço e depois voltarem para a cidade, usando percursos diferentes.

Para visitar o poço descemos muitos andares e pouco a pouco vemos as centenas de janelas, em forma de arco com a volta cheia.

A gente se sente quase como se estivéssemos para fazer uma viagem ao centro da terra.


Estupir-se com o Duomo de Orvieto

O Duomo de Orvieto, ou Catedral de Santa Maria Assunta é um dos mais bonitos da Itália, na minha humildade opinião. Digo humilde opinião porque a Itália está cheia de igrejas maravilhosas e realmente é difícil escolher “a mais” ou “as mais” bonitas.

Fico impressionada com a beleza e riqueza de detalhes dessa fachada!

O Duomo começou a ser construído em 1290 e seu estilo predominante é o gótico (vocês assistiram Pilares da Terra do Ken Follet?). A sua fachada é majestosa, construída. Possui três portais ricamente elaborados com arcos de volta perfeita sobrepostos por cúspides. No alto um elemento que é típico das igrejas góticas: a rosácea com vitral colorido.

A lateral e o interior são decorados com mármores bicolores. Mas a grande beleza do seu interior se dá pela riqueza das pinturas das capelas, sobretudo a Capela de San Brizio.

Não sou uma boa fotógrafa. Acjo que poderia ter feito fotos melhores, mas não coloquei nenhum filtro nessas fotos. Queria que vocês pudessem só imaginar as cores dessas paredes, a bicromia dos mármores… porque é tudo muito lindo!

Ver Orvieto do alto

Eu adoro vistas panorâmicas e poder descobir a planimetria das cidades vendo-as do alto. Orvieto não me decepcionou neste sentido (na verdade, Orvieto nunca decepciona em nada!).

Como 47 metros de altura, do alto da Torre del Moro, é possível ter uma visão 360 graus da cidade.

Nossa visão logo é capturada pela imponência do Duomo de Orvieto, mas também pela arquitetura medieval da cidade e de todos os seus detalhes e casas de pedras, onde em segundo plano vemos a natureza verde que circunda a cidade.

A torre foi construída na idade média, mas seus degraus foram reconstruídos de forma moderna, de modo que a subida é perfeitamente possível, inclusive para quem tem medo de altura ou vertigens (como eu!) dúvidas

Não viaje para a Itália sem um Seguro Viagem

Compare os preços e compre o seu na Seguros Promo, parcelado em até 12 vezes. Digite ROMAPRAVOCE5 e ganhe 5% de desconto.


Visitar as cavernas subterrâneas de Orvieto

Uma das mais gratas surpresas foi descobrir que a cidade de Orvieto está construída em cima de uma colina parcialmente oca. Há cidade está em cima de cavernas que foram escavadas pelo homem há pelo menos 2500 anos.

Pensem que pelo menos cinco séculos antes de Cristo, os etruscos já utilizavam as galerias subterrâneas para a passagem da rede hídrica. Hoje, o que os espeleólogos afirmam é que existem cerca de 1200 cavernas cavadas artificialmente.

Com o passar dos séculos, os milhares de túneis no subsolo da cidade tiveram vários usos: esconderijo, passagem de mercadoria contrabandeada (por isso muitas cavernas), produção de azeite, armazém para conservação de produtos, sobretudo do vinho.

Todos os passeios são realizados com a preciosa explicação dos(as) guias de turismo locais. Para comprar o passeio, dirija-se ao ufficio del turismo, que fica bem na praça central da cidade, quase em frente ao Duomo.


Perder-se pelas ruas medievais e ver as antigas portas da cidade

Perambular sem lenço e sem documento pelas ruas de Orvieto é uma maravilha. Ruas, casinhas medievais com flores na janela. Cada esquina, cada bairro tem uma linda surpresa.

Visitei a cidade em vários períodos do ano, e basta se afastar cinco minutinhos da Praça do Duomo para conhecer uma Orvieto ainda mais charmosa e silenciosa.

Como Orvieto também manteve alguma das antigas portas de entrada da cidade (já que todas as cidades medievais eram circundadas de muralhas), também é super legal conhecer esse lado da cidade.


Comer e beber muito, e muito bem!

A Umbria é uma região que produz tutto il bene di Dio (todo o bem de Deus!). Sobretudo uma variedade de embutidos, queijos, azeite e vinho. Sem falar nas trufas! Portanto não perca por nada no mundo a oportunidade de provar a gastronomia local. Independente do seu orçamento, vai ter sempre uma coisa super gostosa para comer.

Na viagem mais recente a Orvieto, resolvemos comer na Bottega Roticiani: um açougue/mercearia/barzinho. Ou seja, é um açougue que também prepara sanduíches e algumas comidinhas rápidas na hora do almoço. Eles colocam algumas mesinhas na calçada. Endereço: Piazza Sant’Angelo 1

Escolhemos sanduíches com leitão assado (porchetta) e um copo de vinho. Estava muito muito muito gostoso! O sanduba até teria dado para dividir para dois, mas somos comilões e cada um comeu o seu por inteiro.

Durante o dia passeando pela cidade, visitamos algumas lojas que vendem embutidos, queijos e produtos locais. Gostei muito da Battilani. Vendedora super simpática, atenciosa e nos deu várias provinhas. E a boa notícia é que eles vendem online!

Caminhando pela cidade também demos uma paradinha na Gelateria Di Pasqualetti (sempre paro por lá quando venho a Orvieto!). Endereço: Via del Duomo 10


Como chegar em Orvieto

Orvieto tem vários trens diários que vão e vem de Roma. Quase todos são trens R e RV (Regional e Regional Veloce), os quais não exigem reserva antecipada.

Essa liberdade de poder pegar o trem quando você bem entender (à diferença os trens de alta velocidade que tem hora e data marcada com antecedência para encontrar preços baratos), permite organizar uma viagem inclusive de última hora e também voltar para casa quando der na telha.

Para quem viaja de carro, Orvieto está ao lado da autoestrada A1 (a principal e maior autoestrada da Itália que une o norte ao sul do país). Portanto, saindo de Roma o tempo de viagem é mais ou menos 1h30min.


De Orvieto para…

Orvieto é uma ótima escala ou combinadinha com a maravilhosa e mágica cidade de Civita di Bagnoregio, conhecida como a cidade que morre.

Há ônibus que saem de Orvieto e chegam até Civita di Bagnoregio.

 Vai visitar o Coliseu e os Museus Vaticanos/Capela Sistina?

Compre o fura-filas com a TicketBar. Venda fácil em Português.


Leia mais sobre a Umbria

 


Organize agora a sua viagem

Viaje tranquilo com um Seguro para Viagens na Europa
A Itália faz parte dos países europeus que exigem um seguro para viagem com cobertura mínima de € 30.000. Contrate o seu com a Seguros Promo. Cotação gratuita com comparação de preços entre várias seguradoras.

Procurando um hotel em Roma? Reserve agora com o Booking.com
 O Booking.com é a empresa selecionada como parceira para reservas de hotéis em Roma, em qualquer outra cidade da Itália e no resto do mundo. As vantagens do Booking.com? O site está em português e você pode ver a cotação em reais. Booking.com

 Comparador para viagens de trem na Itália
 Compre suas passagens de trem sem custo adicional com a Trainline. Com a Trainline é possível comparar passagens de trem das principais companhias ferroviárias na Itália e Europa, sem acréscimo de preço.

Similar Articles

19 thoughts on “O que fazer em Orvieto: bate-volta saindo de Roma

  1. Ainda não tinha ouvido falar dessa cidade. Mas bate-volta, barato e menos de 2h de Roma ja me conquistou. Adorei a ideia de usar a cidade de “ponte” para chegar em Civita.

  2. Olá,
    Desconhecia por completo Orvieto e quero dizer que fiquei fascinado com lugares como o Duomo, o poço de São Patrício ou as cavernas. Obrigado pela partilha, fiquei com vontade de pesquisar mais a respeito. Grande abraço.

  3. Primeira vez que leio e vejo fotografias de Orvieto. A primeira impressão foi: nossa que cidade cinza, eu ein. Depois fui lendo o texto e me apaixonando. Agora já quero conhecer.

  4. A primeira foto já me ganhou! Adoro cidades assim, que parecem vilas, bem a cara da Itália. Ah, deu vontade de ir. Que lugar encantador. Esse poço, que lindo! E o que é essa tal de Civita di Bagnoregi? Gente, morri aqui. Quero ir nos dois lugares. Obrigada por compartilhar.

  5. Que cidade simpática e interessante. Achei fascinante o Poço de São Patrício e as cavernas (nunca imaginei encontrar esse tipo de construção na Itália). Uma dica de passeio muito legal, especialmente se complementada com um delicioso gelato.

  6. Não conhecia nem de nome, mas o seu post conquistou-me. Gosto muito do estilo gótico (não assisti aos Pilares da Terra mas li o livro) e essa catedral é realmente um belíssimo exemplar deste estilo arquitetónico…

  7. Confesso que nunca tinha ouvido falar de Orvieto, mas parece-me bem interessante. Mas tocaram num ponto ao qual sou muito senível: tenho MESMO MUITA VONTADE de conhecer Bagnoregio…

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Top