You are here
Home > Transporte > como se locomover > Passeio de ônibus panorâmico em Roma

Passeio de ônibus panorâmico em Roma

 tour guiado em roma 728x90

Ônibus panorâmico em Roma? Vale a pena usar um hop on hop off para ver a cidade?

Apesar do preconceito ou implicância que muitos têm com um dos símbolos do turismo de massa das grandes cidade, um passeio de ônibus panorâmico em Roma pode ser um programa interessante, principalmente para quem está com crianças, idosos ou pessoas que não podem caminhar muito.


Leia a minha experiência:

Quando resolvi testar um passeio a bordo de um ônibus panorâmico em Roma, procurei dar uma olhada rápida no percurso que as principais companhias oferecem, sabendo de antemão, que a maioria delas tem como início do passeio a Estação Termini.

Então com a ajuda do amigo Google, cheguei aos sites das empresas que já conhecia, porque as vejo circular por Roma.

O ônibus saiu da Estação Termini em uma dia muito quente (era meados de Maio) e meu critério para escolher a empresa foi simples: a que estava com o teto do andar de cima fechado. Não teria resistido fazer o passeio completo (minha ideia era fazer o passeio todo sem descer do ônibus) se o teto estivesse aberto.

Antes de sair do ponto final, os inúmeros camelôs vendiam água e chapéus de palha/bonés porque estava mesmo quente, e ainda nem era verão! Não quero imaginar como pode ser fazer esse passeio em Julho ou Agosto, para quem quer ficar na parte de cima.

A primeira parada, logo após sair de Termini foi a Basílica de Santa Maria Maggiore, uma das basílicas papais de Roma. Nesse primeiro ponto quase ninguém desceu ou subiu do ônibus e nossa próxima parada era o Coliseu.

Ao descer a Via Cavour (ou seja, logo no início do tour) comecei a confirmar do que eu já suspeitava: o ônibus fica parado em muitos engarrafamentos.

Levamos vários minutos para conseguir finalmente chegar ao Coliseu e, nesse ponto, o áudio já estava contando algo que ainda não estávamos vendo. Mas foi bem legal ver o Coliseu “do alto”.


Coliseu: parada lotada e imenso sobe e desce

Logo aprendi que o Coliseu é uma das paradas mais lotadas do passeio. Praticamente o ponto dos ônibus panorâmicos fica na frente da entrada do Palatino. Ali se dá um imenso sobe e desce de passageiros. Acredito que nessa parada o ônibus quase esvaziou e houve uma “dança das cadeiras”. Quem estava lá no fundão aproveitou para vir para as cadeiras mais à frente, ou para sentar perto da janela.

Após deixar o Coliseu para trás, rumamos em direção ao Circo Máximo, e após esse, o ônibus foi em direção ao Vittoriano e Piazza Venezia. Dali em diante, o passeio poderia se chamar “ônibus engarrafado”.

Nos movíamos muito lentamente, e confesso que foi bem irritante chegar ao Lungotevere (as margens do Rio Tibre), para dali passar pelo Castelo Sant’Angelo, e depois se aproximar dos Museus Vaticanos.

Aqui vai a minha primeira dica: apesar da Basílica de São Pedro e dos Museus Vaticanos estarem logo alid o outro lado do rio, permanecer no ônibus (e não descer na parada do Castelo Sant’Angelo) significa fazer todo o trajeto final no meio do engarrafamento. E pode ser bem irritante.


Castelo Sant’Angelo e Museus Vaticanos: outro intenso sobe e desce

As paradas do Castelo Sant’Angelo e dos Museus Vaticanos (verifique porque nem todas as empresas e nem todos os horários de passeios param nos Museus Vaticanos!) também têm um intenso sobe e desce de passageiros.

Depois destas paradas o ônibus retorna ao centro de Roma, para chegar em direção à Fontana di Trevi e Via Veneto.


Minhas impressões e conclusões:
  • O passeio é legalzinho, mas é caro! (preço mínimo: de 19 a 27 euros)
  • Acredito que crianças curtam esse tipo de passeio, desde que, claro, fiquem no andar de cima.
  • Em uma viagem com pessoas idosas ou que não podem caminhar, essa pode ser uma opção válida. Mas não a considero fenomenal!
  • Atenção: à diferença de muitas cidades do mundo, algumas atrações não serão vistas da janela do ônibus. Exemplos: Praça Navona e Fontana di Trevi. O ônibus vai parar nos arredores (na verdade, ele para consideravelmente longe da Praça Navona) e dali é necessário caminhar até as atrações turísticas.
  • Mais do que um ônibus panorâmico para ver as principais atrações de Roma, poderia dizer que ele é um ônibus panorâmico do qual ver Roma (Coliseu sim, Basílica de São Pedro não, Circo Máximo sim, Fontana di Trevi não), considerando que nos horários de rush, parte do passeio é bem no meio do engarrafamento.
  • Em alguns pontos (Coliseu e Vaticano) é necessário ter paciência para descer e subir do ônibus. Muita gente, muito caos.
  • Tem wifi (lento) a bordo. Talvez por ter muita gente conectada, funciona mais ou menos. Não dava, por exemplo, para carregar vídeos no Facebook ou algo assim. Mas era suficiente para usar o whatsapp, por exemplo.
  • Para mim é experiência a não ser repetida!


Empresas e Preços

Consulte sempre os sites, porque os preços mudam de acordo com a baixa e alta temporada.

City Sightseeing

Site: http://www.roma.city-sightseeing.it/eng/percorsi.html

Preço: 28 euros, válido por 24 horas, mas também há passes para 48h (31 euros) ou 72h (35 euros)

Giro completo sem descer do ônibus: 100 minutos


Big Bus Tours

Site: https://www.bigbustours.com/en/rome/rome-bus-tours/

Preço: 27 euros, válido por 24 horas


I Love Rome – Gray Line

Site: https://graylinerome.com/hop-hop-bus-tours/

Preço: 14 euros (1 giro completo sem descer do ônibus), 11 euros (1 tour completo sem descer do ônibus, desde que seja a partir das 13:30), 22 euros (tour sobe e desce válido 24 horas). Os passes de 48 horas custam 29 euros.


GT Tours

Site: https://www.greenlinetours.com/

Preço: 19 euros.

Foi essa a empresa que eu escolhi.


Roma Cristina: ônibus panorâmico do Vaticano

O Vaticano possui o seu próprio ônibus panorâmico, que passa por três das quatro basílicas papais: São Pedro, Santa Maria Maggiore, São João de Latrão. O percurso não inclui a Basílica de São Paulo Extra-Muros. O que para mim é uma pena!

Site: https://www.operaromanapellegrinaggi.org/en/roma-cristiana/open-bus

Preço: 12 euros (1 giro completo sem descer do ônibus), 1 dia (20 euros), 3 dias (32 euros).

 

Organize agora a sua viagem

Viaje tranquilo com um Seguro de Viagem para a Europa
A Itália faz parte dos países europeus signatários do Tratado de Schengen que exige um seguro de viagem com cobertura mínima de € 30.000. Contrate o seu com a Seguros Promo, empresa parceira do blog. A cotação é totalmente gratuita e você pode comparar os preços de várias seguradoras. Descontos de 5% com o código ROMAPRAVOCE5. Os seguros cobrem assistência médica e hospitalar, com possibilidade de atendimento no seu hotel, remarcação de voos, extravio de bagagens e até traslados em caso de falecimento no exterior. Não conte com a sorte, contrate um seguro!

Procurando um hotel em Roma? Reserve agora com o Booking.com
 O Booking.com é a empresa selecionada como parceira para reservas de hotéis em Roma, em qualquer outra cidade da Itália e no resto do mundo. Só em Roma, o Booking.com oferece mais de 9.000 acomodações, das quais mais de 5.000 hotéis. As vantagens do Booking.com? O site está em português e você pode ver a cotação em reais. Pode reservar sem compromisso (inserindo o número do cartão de crédito) e só pagar ao fazer o check-in. O cancelamento da reserva é grátuito. Booking.com

Similar Articles

Deixe uma resposta

Top