You are here
Home > Comer e Beber > O guia gastronômico da Prefeitura de Roma

O guia gastronômico da Prefeitura de Roma

Para minha absoluta surpresa, descobri que a Prefeitura de Roma resolveu publicar um guia com sugestões de restaurantes onde saborear os pratos da tradição romana, como já apresentamos em breve aqui no blog.

 Nota: Este texto foi redigido em 2013 e o guia gastronômico não é mais distribuído nos pontos de informações turísticas de Roma, mas os restaurantes indicados ainda existem e mantém seu padrão de qualidade e romanidade! 

O pequeno guia é gratuito, redigido em italiano e está disponível nos principais pontos de informação turística de Roma. Mas se você quer saber tudinho antes, para preparar a sua viagem (também) gastronômica à capital italiana, vamos adiantar aqui o seu conteúdo.

No título de apresentação o guia diz que seu objetivo é dar pequenas sugestões para degustar os sabores e os aromas da cidade. Então vamos ver quais são as propostas:

guia-gastronomico-roma

Há uma breve apresentação da cozinha romana, falando as influências das cozinhas da região da “campanha ciociara” (área rural entre o Sul do Lácio e o Norte da Campania, cuja capital é Nápoles) e também das regiões que fazem fronteira com o Lácio: Umbria (capital: Perugia), Toscana (capital: Florença) e Abruzzo (capital: L’Aquila).

Vocês podem notar a foto de dois produtos que fazem parte da culinária romana: o alho (muitos pratos tradicionais são bemmm refogados no alho. Nada que seja uma novidade para nós brasileiros que refogamos tudo com alho e cebola. Mas esse é um sabor que não agrada a todos os paladares italianos) e a alcachofra. Muitas sugestões de entradas aqui do guia, já foram apresentadas aqui no nosso blog quando falamos das mais tradicionais entradas romanas.

guia-gastronomico-roma-2

Então, vamos lá! O guia diz que um dos pratos mais tradicionais é a amatriciana, e recomenda degustar esses pratos nos restaurantes Felice e Checchino dal 1887, e também sugere provar a gricia (que é a versão da amatriciana sem molho de tomate) nos restaurantes Dar Codaro e Dar Moschino. E para comer uma ótima carbonara recomenda Da Danilo e Quinto Quarto.

Meus pitacos: em Roma o restaurante Da Felice é muito conhecido pela excelência da pasta cacio e pepe. Acho que a cacio e pepe do Da Felice é mesmo a mais famosa de Roma. Eu preferiria comer uma amatriciana na Osteria Palmira ou no Da Lucia e/ou Sora Margherita.

guia-gastronomico-roma-3

Já o nosso guia recomenda comer a cacio e pepe nos restaurantes Da Gino e Pommidoro, esse último há alguns anos era o restaurante preferido do diretor de cinema Pedro Almodóvar. Fica no Bairro San Lorenzo, ali perto da Universidade La Sapienza e também da Estação Termini. Tem um tempinho que não como lá, mas quando ía, as propostas tradicionalmente romanas eram muito boas.

Também temos a sugestão de rigatoni con la pajata e minestra broccoli e arzilla. Para mim comer a pajata é um tabu gastronômico insuperável. A pajata é um molho feito com intestino de bezerro ou cabrito que ainda não foi desmamado, ou seja, quando pelo intestino dele só passam fezes líquidas/leite!!!

Tabu bis: minestra brocolli e arzilla. Trata-se de uma sopa com brócolis e arraia. Como a arraia é um peixe barato, e a cozinha tradicional romana é de origem pobre, temos essa receitinha que também não encaro. Sou uma pessoa que não come nem a gordura da carne, imaginem encarar uma arraia!

Não viaje para a Itália sem um Seguro Viagem

Compare os preços e compre o seu na Seguros Promo, parcelado em até 12 vezes. Digite ROMAPRAVOCE5 e ganhe 5% de desconto.

gastronomia-romana-6

Peraí que tem mais! Coda alla vaccinara (a versão italiana do nosso ensopado de rabada de boi), coratella con i carciofi (miúdos com alcachofra que já apresentamos no nosso post sobre as Entradas Romanas), abbacchio al forno con le patate (cordeiro ao forno com batatas) e saltimboca alla romana (enroladinho de carne de vitelo recheado com presunto).

gastronomia-romana-7

Na segunda página vocês também encontrarão polpette alla romana, pollo alla romana (frango a la romana), baccalà e le puntarelle, que é uma verdurinha meio amarga, temperada com molho de anchovas, vinagre e azeite. Vou me concentrar no que acho que vale a pena: as polpette são as almôndegas. Parece uma besteira atravessar o Oceano Atlântico para comer almôndegas na Itália, mas vale a pena! Normalmente elas são feitas com carne de boi, presunto, miolo de pão banhado no leite, queijo parmesão. Resultado: ficam deliciosamente macias. Deixo aqui uma dica de um lugar que faz almondêgas no molto de tomate simplesmente ma-ra-vi-lho-sas: Osteria Mangiafuoco.

Quanto ao bacalhau, enquanto no Brasil comemos muita salada ou bolinhos de bacalhau, por aqui ele é feito ensopado, ensopado no molho de tomate, em filés empanados, ou até como molho para o macarrão, geralmente fresco, feito em casa. Se quiserem provar um bacalhau assim, aconselho comer Tonarelli con Baccalà na Taverna del Ghetto, no gueto hebraico de Roma.

gastronomia-romana-8

O guia termina aconselhando alguns doces tipicamente romanos, e pelo menos um deles já apresentamos aqui no blog: o nada dietético, mas delicioso maritozzo con la panna.

Devo confessar que me surpreendeu esta sugestão do guia, porque geralmente esse é um doce mais consumido no café da manhã ou no lanche, do que propriamente como sobremesa. Aqui aconselham-se as ciambelline (biscoitinhos que podem ser molhados no vinho ou no licor) e também a crostata di ricotta e visciole, que é uma torta de pasta brisé com ricotta e groselha (a fruta, não o suco).

gastronomia-romana-10

E aí pessoal? Gostaram das sugestões? Procurei mostrar para vocês o que o guia aconselha, mas também dei as minhas opiniões pessoais.

Curtam a cozinha romana e italiana em geral. Uma viagem à Itália também passa por degustar as maravilhas enogastronômicas dessa terra.

Se você for guloso(a) e quiser saber mais sobre a gastronomia italianaleia também:

 Vai visitar o Coliseu e os Museus Vaticanos/Capela Sistina?

Compre o fura-filas com a TicketBar. Venda fácil em Português.


Organize agora a sua viagem

Viaje tranquilo com um Seguro para Viagens na Europa
A Itália faz parte dos países europeus que exigem um seguro para viagem com cobertura mínima de € 30.000. Contrate o seu com a Seguros Promo. Cotação gratuita com comparação de preços entre várias seguradoras.

Procurando um hotel em Roma? Reserve agora com o Booking.com
 O Booking.com é a empresa selecionada como parceira para reservas de hotéis em Roma, em qualquer outra cidade da Itália e no resto do mundo. As vantagens do Booking.com? O site está em português e você pode ver a cotação em reais. Booking.com

 Comparador para viagens de trem na Itália
 Compre suas passagens de trem sem custo adicional com a Trainline. Com a Trainline é possível comparar passagens de trem das principais companhias ferroviárias na Itália e Europa, sem acréscimo de preço.

Similar Articles

9 thoughts on “O guia gastronômico da Prefeitura de Roma

    1. Todos os anos eu vou comer uma polenta no restaurante Dal Paino, Via di Parione, 34/35. Fica praticamente atrás da Piazza Navona (acho que é a segunda paralela atrás da Praça). Um abraço, Luciana

  1. Boa noite,

    Estou procurando um restaurante para almoçar abbacchio na Páscoa no Vaticano ou proximidades. Você tem algum para indicar?

    Obrigada.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Top