You are here
Home > Comer e Beber > O festival dos pratos principais em Foligno (Umbria) é um programa imperdível

O festival dos pratos principais em Foligno (Umbria) é um programa imperdível

Foligno, graciosa cidade medieval com igrejas cor-de-rosa, hospeda um dos mais interessantes festivais gastronômicos da Itália: il festival dei primi d’Italia. Em bom português: o festival dos pratos principais da Itália.

A Umbria, região central da Itália, e que pode ser alcançada com mais ou menos 2 horas de trem saindo de Roma, todos os anos hospeda um festival de gastronomia que merece a nossa atenção.

cidade italiana de foligno na umbria

Il festival dei primi d’Italia costuma acontecer no último fim de semana de setembro, e foi criado em 1998. Desde que o descobri em 2012, já participei de 3 edições e para mim é um evento imperdível. Se o festival não for um motivo suficiente para lhe convencer a ir até a Umbria (vai por mim, vale muito a pena), Foligno se encontra a somente 15 minutos de trem de Assis e a mais ou menos 20 minutos de ônibus de Bevagna, um dos burgos mais bonitos da Itália na região Umbria.

viagem-umbria-foligno-italia-7

O festival acontece de quinta a domingo. Mas na quinta e sexta a maioria dos eventos ocorre somente das 16 às 22h. Já no sábado e domingo a cidade vira uma grande quermesse gastronômica, com barraquinhas e quiosques de comida para tudo quanto é lado, além de vários eventos como aulas de culinárias, palestras, mostras e shows ao ar livre. No sábado e domingo o festival abre às 10h e encerra às 22h.

visitar-umbria-foligno-3
Nas primeiras edições das quais participei, havia muitos posteres de quadros famosos espalhados pela cidade, nos quais colocaram algumas massas. Olhem que curioso o “brinco de pérola” substituído por uma rotella (rodinha)

Confesso para vocês que adoro bater perna por Foligno, até porque, à diferença de muitas localidades da Umbria com subidas muito íngremes (como Assis), a cidade é completamente plana!

viajar-para-a-umbria
Aqui acima dois posteres com decoração de cinema, onde personagens comem um bom prato de massa. E as vitrines da lojas também ganham adornos (alguns até bem elaborados) com massas italianas

Enquanto na quinta ou sexta-feira a gente ainda consegue ver bem a cidade e os monumentos, no sábado e domingo Foligno fica bem cheia, então é bom estar lá não para uma visita turística, mas para se concentrar mesmo nos comes e bebes. Mas uma coisa não impede a outra!

visitar-a-umbria-foligno-4
Algumas bodegas colocam produtos típicos à venda nas calçadas.

Nas praças principais são colocados palcos ou tendas para os cursos de cozinha. Nos pátios ou no interior de prédios e palácios antigos (medievais ou renascentistas) ficam os vários “villaggi”, os vilarejos gastronômicos temáticos.

Você terá apenas que escolher o que comer, o que provar. Há quiosques ou restaurantes dedicados ao nhoque feito à mão, ao risoto, aos pratos principais feitos com trufas. Um quiosque onde sempre dou uma passadinha é o da polenta (amo!).

viagem-a-umbria-foligno-6
Um garfo com uma farfalla (borboleta) e os painéis com a comida que servem em cada um dos vilarejos. Obviamente fui naquele dos gnocchi fatti a mano (nhoques feitos à mão)

Também é possível degustar pratos principais feitos com peixes e frutos do mar, ou sopas utilizando grãos, como sopas de lentilhas ou grão-de-bico.

Todos os anos também há restaurantes cujos pratos principais são cozinhados por grandes chefs italianos. Tive a enorme sorte de ir em dois anos sucessivos em que um dos chefs era Peter Brunel. Esse ano algumas das estrelas do evento eram Mauro Uliassi e Gianfranco Vissani. Esse último, um chef famoso e que participa de vários programas televisivos de culinária.

i-primi-ditalia-foligno

Obviamente tratando-se de um festival dos pratos principais não faltará a chance de comprar massas típicas de todas as regiões da Itália. Suscita muito interesse, porque há massas que a gente realmente só come em determinadas regiões do país, apesar da globalização!

Os precinhos são bons. Geralmente 3 euros por uma porção (não são enormes, mas saciam) e um combo de 3 degustações por 8 euros. Copos de vinho (bem cheios!) por 2 euros. Também há eventos (bem mais caros) com almoços e jantares cozinhados por grandes chefs. Mas eu sempre fiquei nos “pratos populares” mesmo!

piantina
Há mapas espalhados pela cidade, mas também é possível pegar um mapa de papel no guichê de informações, assim você pode se orientar bem pelos vários stands gastronômicos.

Dicas para você aproveitar bem o festival

A minha primeira dica é: se programe para chegar cedo aos quiosques, para não enfrentar fila e pegar um bom lugar para comer. Eu geralmente me programo para começar a almoçar às 12:30h e jantar às 19h. Como passo por vários lugares para comer coisas diferentes, depois que já comi o primeiro pratinho, meu estômago dá uma calmada (risos!) e continuo as comilanças.

viagem-gastronomica-italia-umbria-8
Mesas ainda vazias, mas ao meio-dia em ponto começam a sevir as primeiras refeições… alguns jÐ à partir das 11:30. E logo se formam filas para pagar e para comer.

A segunda dica é provar também as trattorias e restaurantes locais. Se chego na sexta-feira, geralmente aproveito para ir a algum dos restaurantes ou trattorias locais que oferecem menus por 10 ou 15 euros. Nesses menus tem entrada, prato principal, acompanhamento, doce e água. Conforme o menu sobe de preço há mais pratos.

Há vários restaurantes oferecendo esses menus, porque senão ficam praticamente vazios durante o festival. Um dos meus preferidos é a Trattoria dei Cuccugnai.

viagem-umbria-italia-8

viagem-gastronomica-italia-umbria
Ravioli de ricota e espinafre com guanciale (um bacon super macio feito com o bocheca/pescoço) do porco, tomates e queijo pecorino. Na verdade era uma versão “moderninha” da amatriciana. Simplesmente divino!

E tem até restaurantes com propostas inusitadas, como o menu _comidas e até cerveja_ a base de… cannabis!

restaurante-italiano-menu-cannabis

No sábado e domingo gosto de bater perna pelo Festival e comer “provinhas”. Pratinhos pequenos, comoe já disse antes, custam 3 euros. Acho que é uma ótima ideia para provar uma coisinha aqui e outra ali. Conhecer mais opções gastronômicas e acho que esse é o espírito do festival.

viagem-gastronomica-umbria-italia-2

Terceira e última dica, mas não menos preciosa: eu sempre dou uma passada no mercado Le Eccellenze del Gusto. O mercado é um dos ambientes que faz o maior sucesso com barraquinhas com produtos típicos da inteira Itália: taralli da Puglia, queijos toscanos, ‘nduja calabresa, queijos de ovelas sardos, arancini e canoli sicilianos, somente para citar alguns produtos. E o melhor: quase todas as barracas dão provinhas grátis!

Festival dei Primi d’Italia

Site oficial: http://www.iprimiditalia.it/

Facebook: https://www.facebook.com/festivaliprimiditalia/

Quando acontece: todos os anos (desde 1998) na última semana de Setembro

Como chegar em Foligno: há trens que saem de Roma em direção a Florença ou a Perugia e passam por Foligno. O bilhete no RV (Regionale Veloce) saindo de Roma custa 9,90.

Leia também:



Veja a seguir serviços essenciais para a sua viagem


  • Seguro Viagem obrigatório para Itália e Europa em geral
A Itália faz parte dos países europeus que exigem seguro de viagem com apólice mínima de € 30.000. Faça o seu com a Real Seguros. FAÇA COTAÇÃO AGORA E GANHE 10% DE DESCONTO
  • Procurando hospedagem em hotel ou apartamento?
Reserve hotéis e apartamentos em qualquer cidade do mundo. Site em português e cotação em Reais. BUSCAR HOTEL
  • Ingressos Fura-Fila para o Coliseu
Se você não quiser perder preciosas horas da sua viagem em filas, reserve aqui o bilhete para o Coliseu, Fórum Romano e Palatino. COMPRAR INGRESSO COLISEU
  • Evite as filas quilométricas dos Museus do Vaticano
Quer evitar filas que dobram o quarteirão? Então a melhor coisa a fazer para ver a Capela Sistina, é comprar seu ingresso antecipado. COMPRAR INGRESSO VATICANO

Similar Articles

17 thoughts on “O festival dos pratos principais em Foligno (Umbria) é um programa imperdível

  1. Que delícia, hein? Fiquei com água na boca com esse post. Ainda não conheci essa região, aliás a Itália tem tantos lugares incríveis para conhecer. Precisamos voltar urgente! Abraços.

  2. Eu adoro Roma. Ia lá todos os meses se pudesse. É a minha cidade preferida na Europa. Adoro tudo mas a comida… é demais!Gostei muito do seu artigo me levou lá outra vez. Obrigada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top